Polícia

Alto Tietê tem aumento de 20% em homicídios em maio

02/07/2016 08:00


O número de vítimas de homicídios dolosos, com intenção de matar, teve um aumento de 20% em maio deste ano, se comparado ao mesmo mês de 2015. Foram 12 casos registrados de vítimas assassinadas mês passado, contra dez ocorrências no último ano. O dado foi divulgado no site da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP), na última sexta-feira. A informação leva em consideração os dez municípios da região: Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano. De todos, apenas três municípios apresentaram queda no índice. Um deles foi o município de Suzano. Em maio de 2015, a cidade havia registrado cinco casos de homicídios dolosos. Já neste ano, apenas um crime aconteceu. Em percentual, a queda é de 80%. Outra cidade com queda é Mogi das Cruzes, que neste ano teve dois assassinatos, enquanto ano passado houve três crimes registrados em Boletim de Ocorrência (B.O). Santa Isabel e Salesópolis estiveram livres dos crimes hediondos, já que nos meses de maio de 2015 e 2016 nenhuma ocorrência foi registrada nas duas cidades. O quadro atual do Alto Tietê vai em direção contrária à situação do Estado de São Paulo. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, em maio, os casos de homicídios diminuíram 6,85%, com 20 casos a menos. O número de ocorrências baixou de 292 para 272 registros, o menor total já registrado em toda a séria histórica, iniciada em 2001. CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO CAEM Em contrapartida ao aumento de homicídios na região, os crimes contra o patrimônio pessoal, em maio, tiveram 28 casos a menos que no mesmo período de 2015. Este ano foram 2.065 ocorrências, contra 2.093 do ano passado. O dado leva em consideração os crimes de latrocínio, roubo, roubo de banco, roubo de carro e carga, furto e furto de veículos. Dos crimes, o furto é o mais cometido na região, com 894 casos registrados. O número aumenta, se levados os 265 furtos de veículos em conta, para 1.159 crimes. Nos dados, o segundo crime mais cometido na região foi o roubo. Foram 670 roubos gerais e 213 roubos de veículos.