Caderno D

Grupo teatral de Suzano estreia espetáculo amanhã no Espaço N

08/07/2016 08:00


A Cia. Vagabunda de Teatro de Suzano estreia, amanhã, o espetáculo “Madrugether: Cenas de uma Noite que Nunca Termina”. A produção marca mais um passo na trajetória do recente grupo (formado em 2014). A peça será apresentada às 20 horas no Espaço N de Arte e Cultura. Também fará parte da programação da noite, um show da banda La Carne, que se apresentará às 19 horas. O escritor Peterson Queiroz, que também é um dos fundadores da Cia. Vagabunda de Teatro, ressalta a honra de ter a banda fazendo um show de abertura do lançamento do espetáculo. "Não é nada comum uma banda tocar na estreia de uma peça. O La Carne serviu de inspiração não só nessa peça, não só na arte. Eles são exemplo de artistas comprometidos, sem nunca fazerem nenhum tipo de concessão e com uma veia autoral em sua música furiosa e poética", disse. Queiroz é responsável pelo texto do espetáculo que tem direção de Amabile Luz. “Madrugether: Cenas de uma Noite que Nunca Termina” também será encenada no domingo, no mesmo horário. O Espaço N, sede do Teatro da Neura, está localizado na Rua José Garcia de Souza, 692, no Jardim Imperador, em Suzano. Os ingressos custam R$ 10, com meia-entrada para estudantes, educadores, artistas, pessoas acima de 60 anos e vizinhos do centro cultural, mediante comprovação de endereço. O espetáculo fica em cartaz até o fim de julho, sempre aos sábados e domingos. História “Madrugether: Cenas de uma Noite que Nunca Termina” convida o público a conhecer a história de quatro personagens, que tem suas vidas interligadas. Gabriel Santos de Jesus é um escritor que passa drogas; Lady Jane trabalha na noite, porém, deseja um amor que nunca alcança; Alberto é um publicitário que se perde em um universo regado à psicodelia e sexo; e Lucy Diamonds é dona do Diamond Sea, boteco onde tudo acontece. De acordo com Queiroz, que é um dos fundadores da Cia. Vagabunda de Teatro, a inspiração para a dramaturgia do espetáculo surgiu a partir das obras de William Blake, um grande influenciador da geração beat, da década de 1950. "Os quatro personagens representam os cavaleiros do apocalipse e estão perdidos numa noite sem fim, buscando a salvação, mas sem acreditar que possam mesmo encontrá-la. Alberto é Guerra, Lady Jane é Fome, Lucy Diamonds é Morte e Gabriel é Peste", comenta. La Carne Com 21 anos de trajetória, o La Carne, de Osasco, na Grande São Paulo, circula pelo underground e grava discos independentes. No encontro de amanhã dará vida aos seus principais sucessos, voltados ao rock.