Polícia

Suspeito de matar vendedor é preso

10/08/2016 08:00


O suspeito de matar o vendedor de 28 anos C.L.M., se entregou na segunda- feira no 2° Distrito Policial de Suzano, no bairro Dona Benta. Conforme decisão judicial, ele ficará preso por 30 dias. Após a finalização do inquérito, o caso será analisado para que posteriormente a prisão seja preventiva. De acordo com informações do 2° DP, o suspeito esteve na delegacia com seu advogado. Além disso, a ex-companheira de C., uma cabeleireira de 27 anos, também está presa desde a última sexta-feira por suspeita de participação no assassinato. Ela também se apresentou na delegacia. Ambos negam ser autores do crime, mas jogam a culpa um para o outro. ASSASSINATO C.L.M. foi morto a facadas no dia 17 de julho deste ano. Ele estava jogado ao chão, sem vida e com um vestido amarrado em seu pescoço dentro da casa da ex-companheira. FACADAS As facadas atingiram a região do rosto, cabeça e costas. De uma relação de dois anos, ele e a cabeleireira tiveram um filho. No dia do crime, ele que morava no Itaim Paulista, foi visitá-lo. O suspeito preso na segunda-feira estava na casa, momento em que houve uma discussão. Desesperada, a cabeleireira avisou alguns familiares do então assassinato, e um homem de 27 anos, que disse ser cunhado dela, foi encontrado pela Polícia Militar (P.M.) quando esteve no local para ver o que tinha acontecido. Ele afirmou aos PMs que a mulher tinha matado Carlos. Em informações do Boletim de Ocorrência (B.O.) do crime, foi informado que a mulher é usuária de cocaína, e ainda, de acordo com vizinhos, no dia do homicídio ela estava drogada.