Cidades

Indústria fecha 4,7 mil empregos neste ano

16/09/2016 08:01


As indústrias do Alto Tietê tiveram 4,7 mil postos de trabalho fechados neste ano. Os dados foram divulgados ontem pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e considera o período entre janeiro e agosto de 2016. Em um dos piores resultados desse ano, o nível de emprego industrial fechou agosto com uma variação de -1,05%, o que corresponde ao fechamento de aproximadamente 600 postos de trabalho. Se for levado em conta os últimos 12 meses, o índice acumulado é de -12,81%, equivalente ao fechamento de cerca de 8,5 mil vagas nas oito cidades que integram a Diretoria do Ciesp Alto Tietê (Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis e Suzano). Em agosto, o nível de emprego industrial na região foi o sexto pior do Estado, levando-se em conta as 35 regiões industriais paulistas. O Alto Tietê só foi melhor do que Jaú (-1,31%), Presidente Prudente (1,38%), Jacareí (1,65%), Santos (3,03%) e Santo André (6,37%). O resultado regional também ficou longe da média estadual, que foi de -0,49%. "É muito difícil o cenário para a indústria. Nós viemos numa sequência de três meses com demissões num nível inferior a 0,6% e, agora, voltamos a ultrapassar a marca de 1%, com 600 demissões num único mês e um saldo de 4,7 mil postos de trabalho fechados desde janeiro", ressalta o diretor do Ciesp Alto Tietê, José Francisco Caseiro. O nível de emprego industrial na Diretoria Regional do Ciesp, em Mogi das Cruzes, o mês passado foi influenciado pelas variações negativas de Produtos Químicos (-1,31%); Máquinas e Equipamentos (- 0,63%); Produtos de Minerais Não-Metálicos (-0,37%) e Produtos de Borracha e de Material Plástico (- 0,53%), que foram os setores que mais influenciaram o cálculo do indicador total da região.