Esportes

Palmeiras e Santos começam a decidir hoje o Paulistão no Allianz Parque

26/04/2015 08:00


No início do ano, poucos apostariam na final do Campeonato Paulista que será disputada hoje no Estádio Allianz Parque, em São Paulo, às 16 horas. O Palmeiras reconstruiu o time, trouxe 20 novas caras e mudou até a comissão técnica. O Santos perdeu importantes atletas por falta de pagamento de salários, demitiu técnico (Enderson Moreira) no meio da competição e parecia viver um ano de carestia. Dentro de campo, os clubes superaram todas as adversidades e farão uma decisão que tem tudo para ser eletrizante e muito disputada. Os dois times mostraram ao longo do Estadual que é possível chegar ao topo jogando no ataque. Os técnicos Oswaldo de Oliveira e Marcelo Fernandes gostam de formação mais ofensiva e não devem abrir mão de suas ideias. Por isso, fica difícil apontar um favorito. "Pela carga maior de tempo sem um título, o Palmeiras é quem está mais pressionado. O Santos vem de sete finais consecutivas", explicou Oswaldo, que estava no rival no ano passado. Por isso, ele conhece bem o adversário e junto com o aprendizado da partida da fase de grupos - derrota por 2 a 1 - promete encurralar o adversário e conseguir uma boa vitória no primeiro jogo da decisão. Quanto à formação do time, ele tem praticamente força máxima. As ausências devem ser Cristaldo e Valdivia, machucados. Os demais podem ir para o jogo. E, como uma boa decisão que se preze, o mistério impera. Oswaldo de Oliveira e Marcelo Fernandes não quiseram antecipar quem joga, mas deram algumas pistas. "Não estamos querendo esconder. É que realmente temos problemas", assegurou o técnico santista. O time alviverde deve manter a formação tática que surpreendeu o Corinthians no Estádio Itaquerão, com o "falso centroavante" que pode ser Rafael Marques ou Gabriel Jesus. Caso realmente seja titular, será a primeira vez que a revelação de 18 anos inicia uma partida no time principal. A ideia é fazer com que ele se movimente pelas pontas e entre na área quando tiver espaço, confundindo a marcação da combalida defesa santista, que não terá Werley, com dengue. Na lateral direita, o volante Gabriel deve ser improvisado no setor para conter as subidas do rápido ataque santista, que não sabe se terá Robinho, com um edema na coxa esquerda.