Região

Criação de unidade do restaurante Bom Prato é autorizada em Poá

09/05/2015 08:00


O prefeito de Poá, Marcos Borges (PPS) aprovou projeto de lei que autoriza a criação do restaurante Bom Prato na cidade. A determinação foi divulgada, ontem, no Diário Oficial. O estabelecimento deverá ser implantado na região central, preferencialmente, junto aos produtores participantes do programa "Agricultura Familiar". De acordo com o projeto de lei, o Bom Prato de Poá deverá ser subordinado à Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, que deverá acompanhar o funcionamento do estabelecimento e elaborar o cardápio mensal. O pedido para implantação do restaurante foi feito pelo prefeito ao secretário estadual de Desenvolvimento Social, Rogerio Hamam, em outubro do ano passado. A região do Alto Tietê conta ainda com mais quatro unidades do Bom Prato em funcionamento nas cidades de Mogi, Suzano, Itaquaquecetuba e Ferraz. Juntas, elas atendem, em média, 122 mil pessoas, por mês. As unidades funcionam de segunda a sexta-feira, exceto aos feriados. Todas as unidades oferecem café da manhã pelo valor de R$ 0,50, por pessoa e almoço a R$ 1. Crianças com menos de seis anos não pagam. Das cidades da região, diariamente, Mogi das Cruzes vende cerca de 500 cafés da manhã e 1,4 mil almoços. Suzano e Ferraz de Vasconcelos, aproximadamente, 300 cafés e 1,2 mil almoços, cada uma. E Itaquaquecetuba, uma média de 300 cafés e 900 almoços. Somando 6,1 mil refeições, em todas as unidades. ALMOÇO O Bom Prato oferta almoço com cerca de 1,2 mil calorias, composto de arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa, que geralmente é fruta. Todo cardápio é aprovado pela equipe de nutrição do programa CAFÉ DA MANHÃ As unidades oferecem pela manhã café com leite, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta. A refeição tem cerca de 400 calorias.