Hospital Santa Maria

Maternidade completa 2 anos com investimento de R$ 15 milhões

Diretoria reafirmou o compromisso de expansão permanente e considerou positivo o balanço das atividades

25/01/2019 23:58


A Maternidade do Hospital Santa Maria de Suzano completa neste mês dois anos de funcionamento integrando uma estrutura de hospital geral que aperfeiçoa continuamente a capacidade técnica de atendimento aos recém-nascidos e gestantes, transformando-se também em um centro de referência em ginecologia e obstetrícia semelhante a tradicionais unidades existentes em São Paulo.
 
O investimento no setor ultrapassa R$ 15 milhões. A diretoria reafirmou o compromisso de expansão permanente e considerou positivo o balanço das atividades. Desde a abertura, foram feitos 2.106 partos. 
Houve 4 óbitos em cada ano, ou seja, praticamente uma taxa de mortalidade de 4 bebês para cada mil nascidos vivos, índice muito menor do que aqueles verificados no País a partir dos mais recentes levantamentos de 2016 (14,9 a cada mil nascidos vivos, segundo o Ministério da Saúde) e no Estado de São Paulo (10,9 a cada mil nascidos vivos, conforme a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados - Seade).
 
O acompanhamento da mulher em todos os instantes da gravidez é um dos principais diferenciais do Hospital Santa Maria, atesta o coordenador de Ginecologia e Obstetrícia, Moisés Yoshifumi Komatsu, especialista que acompanha de perto a qualificação do corpo clínico dos 60 profissionais da área.
 
"Temos imensa satisfação ao dizer que perseguimos com sucesso a excelência de hospitais criteriosos como o Nippo Brasileiro, Sírio Libanês, Santa Joana e Albert Einstein, garantindo que as gestantes não precisem sair de Suzano e do Alto Tietê para obter essa qualidade", diz o profissional.
 
Ele tem como uma das metas manter e incrementar o desempenho dos médicos a partir da atualização e do trabalho em escalas planejadas para garantir o máximo de excelência, seguindo rigorosos critérios do Conselho Regional de Medicina (CRM). "Somos um dos poucos hospitais que conseguem esse nível no Estado de São Paulo, valorizando os médicos e dando a eles as condições e o tempo ideais de trabalho", ressalta Komatsu.

de Suzano