Esporte

Com jogador a menos em campo, São Paulo empata com o Bahia no Morumbi

Tricolor paulista deixou de encostar no Palmeiras, que é líder com 13 pontos

19/05/2019 14:05


O São Paulo empatou sem gols com o Bahia, na manhã deste domingo (19), no Morumbi, pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. O tricolor paulista está na 3ª colocação, com 11 pontos, e mantém a invencibilidade na competição. No entanto, o time perdeu a chance de ficar na liderança, com o Palmeiras, que tem 13 pontos.

O jogo começou com o São Paulo dominando a partida e o Bahia apostando no contra-ataque. E o primeiro lance de perigo foi do tricolor baiano. O centroavante Gilberto, ex-jogador do São Paulo, chutou cruzado e a bola raspou o canto esquerdo do gol de Tiago Volpi. O tricolor paulista deu a resposta logo em seguida, aos 8 minutos, com Toró. O atacante fez bela jogada dentro da área, chutou, mas parou no goleiro do Bahia, Douglas Friedrich. O São Paulo continuou com o volume de jogo e, aos 20 minutos, o jovem atacante Antony arriscou de fora da área, a bola desviou na zaga do Bahia e pegou na trave. Depois desse lance os donos da casa pararam de jogar e começaram a fazer muitas faltas. O Bahia cresceu na partida. Em menos de dois minutos, o tricolor baiano teve quatro escanteios a favor. Em um deles, aos 33 minutos, Gilberto cabeceou e Volpi defendeu. O centroavante do Bahia ainda deu outro susto no São Paulo, aos 44 minutos, quando arriscou um chute de fora de área. 

No segundo tempo, o São Paulo voltou com pressão total. O time criou quatro jogadas nos primeiros 6 minutos. A primeira foi com um chute de Toró, aos 20 segundos. Na sequência foi a vez do atacante Helinho, que entrou na segunda etapa, e arriscou de longe. Toró deu mais um chute e o são-paulino Hernanes, em cobrança de falta, também levou perigo ao gol do Bahia.

Contudo, o São Paulo viu o jogo mudar quando o atacante Toró foi expulso aos 26 minutos. Depois de revisar um lance entre o atacante do tricolor paulista com o goleiro do Bahia, que se chocaram dentro da área, o árbitro Daniel Nobre Bins retirou o cartão amarelo e aplicou o cartão vermelho direto ao jogador são-paulino. O juiz entendeu que o atacante chutou de propósito o goleiro Douglas. 

Com um a menos em campo, o São Paulo viu o Bahia ditar o ritmo da partida em seguida. Aos 21 minutos, o time baiano fez bela jogada e a bola sobrou para Fernandão, que chutou mascado e ficou fácil para Tiago Volpi defender. O Bahia continuou atacando e, aos 42 minutos, Artur recebeu no meio e mandou uma tijolada no gol. A bola passou perto da trave. 

O juiz ainda deu 7 minutos de acréscimo, mas o jogo terminou empatado sem gols. 

Na quarta-feira (22), o São Paulo encara o Bahia, mais uma vez no Morumbi, mas pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

 

O São Paulo empatou sem gols com o Bahia, na manhã deste domingo (19), no Morumbi, pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. O tricolor paulista está na 3ª colocação, com 11 pontos, e mantém a invencibilidade na competição. No entanto, o time perdeu a chance de ficar na liderança, com o Palmeiras, que tem 13 pontos.

 

O jogo começou com o São Paulo dominando a partida e o Bahia apostando no contra-ataque. E o primeiro lance de perigo foi do tricolor baiano. O centroavante Gilberto, ex-jogador do São Paulo, chutou cruzado e a bola raspou o canto esquerdo do gol de Tiago Volpi. O tricolor paulista deu a resposta logo em seguida, aos 8 minutos, com Toró. O atacante fez bela jogada dentro da área, chutou, mas parou no goleiro do Bahia, Douglas Friedrich. O São Paulo continuou com o volume de jogo e, aos 20 minutos, o jovem atacante Antony arriscou de fora da área, a bola desviou na zaga do Bahia e pegou na trave. Depois desse lance os donos da casa pararam de jogar e começaram a fazer muitas faltas. O Bahia cresceu na partida. Em menos de dois minutos, o tricolor baiano teve quatro escanteios a favor. Em um deles, aos 33 minutos, Gilberto cabeceou e Volpi defendeu. O centroavante do Bahia ainda deu outro susto no São Paulo, aos 44 minutos, quando arriscou um chute de fora de área. 

 

No segundo tempo, o São Paulo voltou com pressão total. O time criou quatro jogadas nos primeiros 6 minutos. A primeira foi com um chute de Toró, aos 20 segundos. Na sequência foi a vez do atacante Helinho, que entrou na segunda etapa, e arriscou de longe. Toró deu mais um chute e o são-paulino Hernanes, em cobrança de falta, também levou perigo ao gol do Bahia.

 

Contudo, o São Paulo viu o jogo mudar quando o atacante Toró foi expulso aos 26 minutos. Depois de revisar um lance entre o atacante do tricolor paulista com o goleiro do Bahia, que se chocaram dentro da área, o árbitro Daniel Nobre Bins retirou o cartão amarelo e aplicou o cartão vermelho direto ao jogador são-paulino. O juiz entendeu que o atacante chutou de propósito o goleiro Douglas. 

 

Com um a menos em campo, o São Paulo viu o Bahia ditar o ritmo da partida em seguida. Aos 21 minutos, o time baiano fez bela jogada e a bola sobrou para Fernandão, que chutou mascado e ficou fácil para Tiago Volpi defender. O Bahia continuou atacando e, aos 42 minutos, Artur recebeu no meio e mandou uma tijolada no gol. A bola passou perto da trave. 

 

O juiz ainda deu 7 minutos de acréscimo, mas o jogo terminou empatado sem gols. 

 

Na quarta-feira (22), o São Paulo encara o Bahia, mais uma vez no Morumbi, mas pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.


Lucas Lima - de São Paulo