Recreio Sertãozinho

Polícia analisa se suposta traição pode ter motivado assassinato brutal de mulher

Corpo de Suzana Gonçalves, de 30 anos, foi enrolado em um lençol

18/07/2019 13:13


A polícia analisa se uma suposta traição pode ter sido o motivo para o assassinato brutal de uma mulher, de 30 anos, no bairro Recreio Sertãozinho, em Suzano. Ela foi espancada e morta pelo companheiro, de 37 anos, durante a manhã desta quinta-feira, 18, no imóvel onde morava. O corpo dela chegou a ser enrolado em um lençol. 
 
A versão do suspeito dada policiais militares (PMs) é de que o assassinato foi motivado por uma traição. O casal discutiu durante a manhã. O homem, que tem passagens na Justiça por furto e receptação, afirmou que ingeriu bebidas alcoólicas e, após a briga, espancou a companheira até a morte. Disse também que não usou nenhum tipo de objeto, para atingir a vítima. 
 
A Polícia Civil analisa também se o suspeito pode ser o responsável por invasões e furtos na região do bairro Recreio Sertãozinho. A análise sobre estes crimes está em andamento. 
 
O DS apurou que o homem irá ser autuado em flagrante por feminicídio por motivo fútil. Ele deve passar por audiência de custódia ainda esta semana. O caso foi registrado no 2º Distrito Policial (DP) do Boa Vista.

Marcus Pontes - de Suzano