Poá

Gian Lopes pede intermediação do governador junto ao Banco Itaú

Doria se comprometeu em conversar com a direção do banco para buscar uma alternativa a esta questão

31/07/2019 23:56


O deputado André do Prado e o prefeito de Poá, Gian Lopes, estiveram com o governador João Doria para pedir ajuda e sua intermediação para que a direção do banco Itaú permaneça com suas atividade no município.
 
O deputado expôs ao governador os problemas causados com a saída das operações do banco ao município, que terá uma queda de receita na ordem de 40%. "Pedimos ao governador que nos ajude a buscar uma solução para este problema, que se concretizada vai prejudicar a todos os serviços no município", argumentou.
 
Para o prefeito Gian Lopes, a intermediação do governador será um reforço importante, uma vez que a cidade será prejudicada. "Vamos lutar até o fim para que o banco mantenha suas atividades em Poá", completou Gian Lopes.
 
A transferência para São Paulo acarretará a queda na arrecadação do Imposto Sobre Serviços (ISS), feito através das operações financeiras do banco. A estimativa é que a cidade deixe de receber R$ 140 milhões de receita.
governador
 
O governador João Doria se comprometeu em conversar com a direção do banco para buscar uma alternativa a esta questão.
 
Banco
 
O Banco Itaú (cartão de crédito e débito) tem sua sede administrativa sediada em Poá desde 1992, cujas receitas tributárias destes serviços compõem em 40% o orçamento do município.
 
Há poucos meses, o Banco Itaú firmou acordo na CPI criada no âmbito da Câmara de São Paulo (CPI da Sonegação Tributária), a fim de transferir para a capital paulista os serviços de cartão de crédito e débito, dentre outros, em prazo de 180 dias.
 
No entanto, o Banco Itaú de forma repentina e abrupta, diferente do que foi proposto na CPI paulistana, enviou ao locador do imóvel onde está instalada a sua sede administrativa em Poá, notificação para rescisão de contrato locatício, com data para entrega do imóvel em 30/07/2019.
 
Diante disso, a administração municipal vem atuando na esfera jurídica e administrativa para evitar a repentina saída da instituição financeira e o colapso financeiro e de serviços essenciais à população.

de Poá