Polícia

Polícia Civil realiza nova perícia na área atingida por explosão em posto

Explosão em um cilindro de ar deixou duas pessoas mortas num posto de combustível de Itaquaquecetuba

01/08/2019 08:07


Atualizado às 11h07

A Polícia Civil realiza uma nova perícia nesta quinta-feira, 1°, para descobrir as causas do vazamento e explosão da qual deixou duas pessoas mortas, em Itaquaquecetuba. O incidente aconteceu na área de troca de óleo de um posto de combustível, localizado na Avenida Ítalo Adami, próximo a um colégio e uma das mais tradicionais padarias da cidade. 

A Defesa Civil interditou o local da explosão. O objetivo é que a cena da tragédia não seja alterada. A expectativa é que uma equipe técnica de engenharia da Polícia Civil dê início a esta nova etapa da perícia. "O local foi preservado pela PM e haverá uma nova análise, pois ainda não há respostas sobre o que provocou esse vazamento", disse o coordenador da Defesa Civil, Anderson dos Santos Silva.
 
Fontes ouvidas pelo DS apontam que o laudo pode sair ainda este mês. A partir desse documento é que a polícia dará um posicionamento sobre o fato.
 
Simpático e querido
 
Uma das vítimas da explosão, o funcionário do posto, Zenildo Santos Sousa, de 59 anos, o mineiro, era visto como uma pessoa amada. Pelas redes sociais, clientes dele se consternaram e reiteraram que o atendimento do funcionário era o diferencial. Com simpátia e alegria, ele trabalhava há mais de dez anos no local. De acordo com a polícia, a segunda vítima foi identificada como Fabiano Lemes de Oliveira, de 41 anos. 

Marcus Pontes - de Itaquá