Região

Advogado de servidor público de Mogi quer reverter prisão preventiva

Servidor foi preso na manhã de sexta-feira (18) por suspeita de desviar R$ 1 milhão em verba pública

18/10/2019 19:28


O advogado do servidor público de Mogi, que foi preso por suspeita de ter desviado mais de R$ 1 milhão em verbas públicas,  diz que objetivo principal é por em liberdade o cliente. O funcionário da Prefeitura está preso preventivamente.

Marcus Antônio Gianeze, advogado de defesa, conversou com a reportagem na noite desta sexta-feira (18). Ele explicou que o processo possui mais de 100 páginas “e que ainda não conseguiu ler tudo sobre o que o cliente é acusado”.

“Até onde eu li do processo, José Luiz é acusado por desvio de verbas públicas. O Ministério Público juntou uma série de possíveis fatos que comprovam a acusação, mas eu não concordo”, explicou o advogado de defesa.

Marcus explica que ainda é muito cedo para tomar uma decisão concreta sobre o fato. “Eu preciso terminar de analisar todo o processo, mas penso que seja prematuro tomar uma decisão agora”.

Ele conclui dizendo que “com o passar dos dias, novas provas vão surgir e uma conclusão mais detalhada do caso poderá ser tomada”.

“Quem vai julgar o caso é a Justiça. Não é o advogado de defesa e nem o promotor. Mas vou estudar melhor todo o processo para ter mais elementos e trazer a verdade”, completou.


Fernando Barreto - da Região