Esportes

Corinthians busca resgatar a força do Itaquerão para vencer o Internacional

13/06/2015 08:00


O Corinthians tenta recuperar hoje, às 16h30, diante do Internacional, a sua força em casa para se aproximar do bloco dos líderes do Campeonato Brasileiro, em sua sétima rodada. O clube alvinegro não vence no Estádio Itaquerão, em São Paulo, há mais de dois meses - desde o dia 11 de abril, quando bateu a Ponte Preta por 1 a 0, pelas quartas de final do Campeonato Paulista. Desde então, foram duas derrotas (Guaraní, do Paraguai, pela Copa Libertadores, e Palmeiras, pelo Brasileirão) e dois empates (Palmeiras, pela semifinal do Paulistão, e San Lorenzo, pela Libertadores), sendo que na semifinal do Estadual o time foi eliminado na disputa por pênaltis. O Corinthians enfrenta o maior jejum de vitórias em casa desde a inauguração do estádio, em maio do ano passado. O técnico Tite vai manter a base que atuou nos dois últimos jogos contra Grêmio e Joinville, ambos fora de casa. A única mudança é a entrada do volante Petros no lugar de Bruno Henrique, machucado. O treinador resolveu dar uma nova chance para o atacante Romero, apesar das críticas ao paraguaio - Vagner Love continua no banco de reservas. "A vez é do Romero ter oportunidades verdadeiras. O Vagner entrou mais de 30 minutos nos últimos dois jogos. Vamos dar condições ao Romero, senão se perde a noção de real avaliação de cada um", justificou Tite. DESPEDIDA Emerson será homenageado pela diretoria do Corinthians antes da partida, mas não enfrentará o time gaúcho. O atacante não participou do treino de ontem e não foi relacionado nem para ficar no banco de reservas. O jogador, de 36 anos, acerta a sua transferência para o Flamengo e o acordo deve ser anunciado nesta segunda-feira. Pato A decisão de Alexandre Pato de entrar na Justiça contra o Corinthians e São Paulo para receber direitos de imagem em atraso pode tirá-lo do Morumbi antes do fim do ano, quando termina o seu contrato de empréstimo, mesmo que o clube tricolor quite a sua parte da dívida. O São Paulo deve R$ 300 mil ao atacante e está nas mãos do Corinthians, que, segundo o jogador, lhe deve R$ 4 milhões. O contrato de empréstimo de Alexandre Pato com o São Paulo está vinculado ao acordo que o atacante tem com o Corinthians até dezembro de 2016. Assim, caso Pato consiga na Justiça a rescisão do vínculo com o clube alvinegro, automaticamente o contrato com o time tricolor não teria mais validade. As diretorias dos dois clubes alegam que não têm dívidas com o jogador. Pato sustenta que o Corinthians lhe deve 10 meses de direitos de imagem. Do São Paulo ele cobra três meses.