Polícia

Agricultor é preso suspeito de matar homem por suposta subtração de pés de alface

Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) de Mogi das Cruzes investigava o caso há três meses

09/07/2020 15:58


Um agricultor foi preso nesta quinta-feira, 9, por suspeita de atirar e matar Welington Flavio Rodrigues, 41 anos, em abril deste ano, no Distrito de Jundiapeba, em Mogi das Cruzes. De acordo com o delegado do Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), Rubens José Ângelo, o assassinato foi motivado por supostamente a vítima ter subtraído pés de alface da propriedade do suspeito. A Justiça decretou a prisão temporária. 

A investigação sobre o assassinato durou três meses. Investigadores do SHPP ouviram o depoimento de testemunhas, especialmente dos filhos da vítima. As informações passadas foram peça fundamental para o desfecho do caso. Isto porque, de acordo com a polícia, eles viram o momento em que o pai chegou segurando verduras e, depois, ouviu a vítima pedindo clemência e, em seguida, seguidos disparos de arma de fogo.

Segundo o delegado, a vítima foi atingida na cabeça, abdômen e antebraço - sendo o último um sinal de que tentou se defender. "Através de um trabalho de inteligência, descobrimos que o autor foi um agricultor. Diante disto, representei pela busca e apreensão domiciliar, além da prisão temporária", explicou Ângelo, que complementou dizendo que as solicitações foram concedidas pela 2ª Vara Criminal de Mogi das Cruzes.

O motivo para o assassinato foi um ponto observado pelo delegado. De acordo com ele, o suspeito foi frio e cruel, uma vez que a motivação teria eclodido a partir de uma suposta subtração de pés de alface. 

Agora, a polícia pretende localizar a arma utilizada no crime. "O caso não foi concluído", frisou o delegado da especializada.  

Entenda o caso

Welington Flavio Rodrigues foi morto dentro de casa, dia 11 de abril, no Distrito de Jundiapeba. Ele foi baleado diversas vezes. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até o local, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu. A Polícia Militar (PM) realizou buscas, porém, o atirador não foi localizado. 

  


Marcus Pontes - de Mogi