Cidades

Ashiuchi prevê para início de agosto desativação do Hospital de Quarentena

Unidade será encerrada "caso cidade tenha leitos e siga reduzindo casos"

14/07/2020 05:00


O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PL) disse ontem, durante o DS Entrevista, que pretende encerrar as atividades do Hospital de Quarentena da cidade, localizado na Arena Suzano, no Parque Max Feffer, entre a última semana de julho e a primeira de agosto.
 
Segundo o chefe do Executivo suzanense, o encerramento das atividades no hospital – que foi criado exclusivamente para atender pacientes com a Covid-19 – ocorrerá de forma gradativa e seguindo o “controle da curva” de novos casos na cidade.
 
“Fazemos estudos e acompanhamento dos números diariamente. Estamos vendo a curva dos casos e programando de forma gradativa o encerramento das atividades na Arena Suzano (Hospital de Quarentena). Vamos passar os números de tudo o que foi gasto, colocado à disposição e empenhado. (Isso vai acontecer) se os números correrem bem e se não tiver a volta da curva”, afirmou Ashiuchi.
 
“Se tivermos uma curva controlada, acreditamos que entre a ultima semana de julho e as primeiras de agosto, há a possibilidade de começar o encerramento responsável”, emendou o prefeito.
 
Ashiuchi destacou, ainda, que o fechamento do Hospital de Quarentena de Suzano só acontecerá se houver vagas suficientes para atender a população e se houver uma “tendência de queda” nos casos em Suzano.
 
O Hospital de Quarentena da cidade começou a funcionar em 30 de abril, com o objetivo de desafogar outras unidades de saúde da cidade e combater o novo coronavírus (Covid-19).
 
Com 80 leitos, sendo 70 de observação e 10 de unidade avançada, o hospital havia registrado cinco óbitos e 138 altas médicas até o final da tarde de ontem.
 
São 19 pessoas internadas em leitos de observação e sete nos de alta complexidade.

Daniel Marques - de Suzano