Cidades

Mortes no trânsito crescem 36,3% em agosto; em 2020 são mais de 100 vítimas

No total, 107 pessoas perderam a vida em acidentes no Alto Tietê; só em agosto, foram 15 mortes registradas

19/09/2020 05:00


O número de pessoas mortas em acidentes de trânsito subiu 36,3% na região em agosto. O comparativo é feito com julho. Foram 15 óbitos no mês passado, enquanto o anterior registrou 11. Os dados são da ferramenta estatística Infosiga, do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito.
 
Com isso, a região ultrapassa a triste marca de 100 mortes em acidentes de trânsito em 2020. Segundo a ferramenta, 107 pessoas perderam a vida no trânsito da região neste ano.
 
Em agosto, pelo menos uma pessoa morreu em decorrência de acidente de trânsito em cinco das dez cidades da região. Mogi das Cruzes registrou o maior número de óbitos no mês passado: sete. Em seguida, vem Itaquá, com quatro e Suzano, com duas. Arujá e Santa Isabel computaram uma morte cada.
 
Segundo o levantamento, as 15 mortes ocorridas na região aconteceram em 13 acidentes fatais. O número maior de mortes do que de acidentes fatais ocorre porque houve, ao menos, duas mortes em um mesmo caso.
 
Se não houver uma queda significativa em setembro, a região deve atingir a marca de 100 acidentes fatais só no ano de 2020 já ao final deste mês.
 
Sem mortes
 
Sobre os dados de acidentes não-fatais, o Alto Tietê registrou aumento de 14,4% entre julho e agosto. No sétimo mês deste ano, a região havia computado 367 casos onde não houve o fim mais trágico. Já no mês passado, esse número saltou para 420.
 
A prosseguir desta maneira, neste mês, a região alcançará mais uma marca: a de três mil acidentes de trânsito não-fatais em 2020. Atualmente, o Alto Tietê possui 2.781 registros.

Daniel Marques - de Suzano