Cidades

Alto Tietê pede uso massivo de máscaras pela população em meio ao risco de 2ª onda

Para evitar a disseminação da Covid-19, o uso de máscaras é obrigatório desde maio

25/11/2020 05:00


As orientações e cuidados para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19) seguem acontecendo nas cidades do Alto Tietê. Com a possível segunda onda de transmissão, as prefeituras da região reafirmam a necessidade dos cuidados individuais e uso correto das máscaras por parte da população, especialmente nas vias públicas e comércios. 
 
As equipes de Fiscalização de Posturas de Suzano, assim como outras secretarias municipais e também a Guarda Civil Municipal (GCM), seguem com o foco no trabalho educativo e de orientação, sem punição ou multa. No município, nos últimos três meses, o setor de Posturas registrou 65 vistorias que foram realizadas em estabelecimentos comerciais para verificar as medidas de higiene exigidas no combate ao novo coronavírus (Covid-19), inclusive uso de máscara.
 
Das cidades consultadas que responderam o DS, apenas Ferraz de Vasconcelos está aplicando multas aos pedestres pelo descumprimento do uso de máscara. Na cidade, a multa pode chegar até R$ 500. Os responsáveis pela aplicação da sanção são, além da Vigilância, o departamento de Posturas da Prefeitura e a Guarda Civil Municipal (GCM) de Ferraz. 
 
Em Poá, o trabalho de orientação está sendo feito com agentes estaduais e da vigilância em saúde municipal. Segundo a Prefeitura do município, não está prevista multa para quem for flagrado na rua sem o uso da máscara. O mesmo ocorre em Itaquaquecetuba, onde a Prefeitura tem buscado orientar a população quanto a importância da utilização das máscaras, apelando ao bom senso da população. Biritiba Mirim também não está aplicando multas por falta de uso de máscaras, segundo a Prefeitura, a ação é realizada e fiscalizada pelo Governo do Estado.
 
Nos municípios onde a não-utilização das máscaras pode gerar multa, como em Ferraz, em caso de flagrante nos estabelecimentos comerciais, o comerciante precisará pagar multa por cada pessoa flagrada sem máscara dentro do seu negócio. Na cidade ainda não houve multa para pedestres, mas sim para estabelecimentos onde pessoas, dentro do local, não estavam usando a proteção.
 
A Secretaria Municipal de Saúde de Suzano reforça que, mesmo na Fase Verde do Plano São Paulo, a pandemia não acabou e, por isso, é muito importante continuar se cuidando e se protegendo, com o uso de álcool em gel, máscaras e praticando o distanciamento social.

Matheus Cruz - de Suzano