Cidades

Moradores de residencial ocupado em Suzano pedem solução para 220 famílias

Secretaria de Planejamento Urbano e Habitação de Suzano informou que está tratando do assunto junto à Caixa Econômica Federal

07/04/2021 12:12


Moradores do Residencial Santa Cecília, no Jardim Margareth, em Suzano, querem uma solução para as 220 famílias que ocupam o local. 
 
Moradores chegaram a realizar uma manifestação em busca de respostas Luciene Ribeiro afirma ter entrado em contato diversas vezes com a Prefeitura de Suzano, pedindo para que o órgão visite o local na tentativa de manter um diálogo, mas que não houve um respaldo por parte da administração municipal. “Fizemos essa manifestação. Cheguei a falar com o Rodrigo Ashiuchi pedindo para que haja uma visita e vejam a situação dessa família, mas estamos sem resposta. Simplesmente não vieram nos atender”, disse Luciene. 
 
O DS publicou na edição de ontem (6) que a Caixa Econômica Federal, órgão financiador do empreendimento, aguarda uma decisão judicial para fazer a reintegração de posse do local e que os imóveis estão ocupados ilegalmente, segundo o próprio banco e também da Secretaria de Planejamento Urbano e Habitação de Suzano. 
 
“Ocupamos um espaço que estava abandonado, com famílias que não tem onde morar. Não somos criminosos”, questionou.
 
A moradora conta que criou uma associação dentro do condomínio e Luciene lidera juntamente com outras pessoas. Por lá realiza ações sociais, como campanha de alimentação e no último domingo entregou ovos de Páscoa para crianças que vivem no residencial. “Não sou assistente social, mas entendo do assunto. Tem gente que não tem o que comer”, disse. “Não recebemos nenhuma ajuda com relação a pandemia (Covid-19). Graças a Deus não houve contaminação aqui mesmo assim”, disse.
 
Prefeitura
 
A Secretaria de Planejamento Urbano e Habitação de Suzano informou que está tratando do assunto junto à Caixa Econômica Federal. A pasta informou estar aguardando a conclusão do imbróglio para, em breve, prestar auxílio de posse legal das casas às famílias beneficiadas, e selecionadas, que segundo o órgão estão sendo prejudicadas.

Thiago Caetano - de Suzano