Cultura

Sarau 'LiteraturaNossa' atinge 1,2 mil alunos da região

Ação realizada em parceria com a Secretaria de Cultura de Suzano envolveu 60 artistas locais em seis edições virtuais do projeto desenvolvido pela Associação Cultural Literatura no Brasil

03/05/2021 15:04


Com o envolvimento de 60 artistas locais e a integração de 1.200 alunos da rede pública estadual de Suzano e região, a Associação Cultural Literatura no Brasil (ACLB) concluiu as exibições virtuais do Sarau LiteraturaNossa. A ação foi realizada em parceria com a Secretaria de Cultura de Suzano, como contrapartida à Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (Lei nº 14.017/2020) para socorrer a classe artística que foi amplamente afetada pela pandemia da Covid-19.

A ACLB foi selecionada para o programa de auxílio emergencial no edital do Inciso II da Lei Aldir Blanc em Suzano no mês de outubro de 2020. Por meio da iniciativa foram desenvolvidas seis edições do Sarau LiteraturaNossa de forma virtual. As exibições foram feitas pelo canal oficial da associação via redes sociais.

Em 12 horas de atividades, os artistas envolvidos puderam interagir, de forma virtual, com alunos de seis escolas da região. Foram realizados três saraus e todos contaram com tradução em libras e estão disponíveis ao público em geral na página Sarau LiteraturaNossa no Facebook.

A organização das atividades teve à frente Francis Gomes, Landy Freitas, Sidney Leal e Douglas Cordeiro, sob a coordenação do escritor Ademiro Alves de Sousa, o Sacolinha. As escolas contempladas foram: Jardim São Paulo II, Comandante Jacques Yves Cousteau, Professora Dulce Maria Sampaio, Joviano Satler de Lima, Professor Antonio Brasílio da Fonseca e José Gama de Miranda.

Mesmo impedidos do contato físico e impondo ao grupo o desafio de se adaptar às plataformas on-line de transmissão digital, a avaliação dos organizadores é positiva. Cada uma das seis edições do sarau contou com a participação média de 200 estudantes.

"A proposta inicial era da realização presencial, mas devido à continuidade da pandemia tivemos de nos adaptar e desenvolver os saraus de forma virtual. Foi um desafio e, ao mesmo tempo, um grande aprendizado. Embora nada substitua o calor e o contato físico de um sarau presencial. Ansiamos pela volta das aglomerações”, avalia Sacolinha.


da Região