Editorial

Plano de Educação

25/06/2015 08:00


Já existe consenso de que a educação é uma das fórmulas do sucesso para uma determinada nação, para um determinado País. O slogan .......adotado pela presidente Dilma Rousseff (PT), inclusive, traz esse tema: “Brasil, pátria educadora”. Uma forma de sintetizar a educação como prioridade de governo para os próximos quatro anos, além de formar o cidadão com compromissos éticos e sentimentos republicanos. No entanto, a situação ainda está longe de ser a ideal. Faltam salas de aulas, professores estão mal remunerados e o espaço físico destinado para a educação dos estudantes ainda está aquém. Ou seja, o desafio ainda é grande. A expectativa de se criar então um Plano de Educação vai ao encontro da tentativa de melhorar o setor, definindo as prioridades, encontrando as necessidades da educação de cada município. A informação do governo federal era de que a maioria dos estados e municípios não cumpriu a meta de aprovar seus planos de Educação. Mesmo com atraso, o ministro acredita que os planos estarão todos prontos em alguns meses. O portal Planejando a Próxima Década do Ministério da Educação mostra que seis estados sancionaram as leis: o Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul; Rondônia, o Maranhão e a Paraíba. Entre os municípios, 2.693 estão com as leis sancionadas. Os planos estaduais e municipais de educação estão previstos no Plano Nacional de Educação, sancionado no ano passado pela presidente Dilma. O documento traça metas a serem cumpridas nos próximos dez anos. As metas vão desde a inclusão de crianças e adolescentes na escola até a pós-graduação. Trata da valorização do professor e dos investimentos em educação, que até 2024 deverão ser de, no mínimo, equivalentes a 10% do Produto Interno Bruto. Atualmente, o investimento na área é de 6,6%. Pela lei, os planos locais tinham até ontem para serem sancionados. Os planos municipais e estaduais devem, de acordo com a realidade local, estabelecer estratégias para o cumprimento de cada uma das metas do plano nacional. Ou seja, o plano é nada mais que um importante relatório de metas para serem cumpridas na tentativa de melhorar a educação nos municípios, estados e País.