Segurança

Patrulha Maria da Penha de Suzano promove capacitação para GCM de Ribeirão Pires

Agentes passaram por treinamento para posterior implementação do programa na cidade vizinha

24/06/2021 17:00


A Patrulha Maria da Penha de Suzano recebeu nesta quinta-feira (24) a visita de um grupo de oito agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) de Ribeirão Pires. Eles vieram receber uma capacitação profissional junto à corporação suzanense, pois, em breve, implementarão o policiamento em defesa da mulher em seu município.

Os guardas ribeirão-pirenses fizeram contato com a GCM de Suzano há alguns dias, solicitando auxílio no processo de formação dos futuros agentes de sua patrulha. A escolha da cidade se deu devido ao histórico da equipe, que é uma referência nacional no combate à violência contra a mulher. Na oportunidade, os convidados tiveram contato com os detalhes da Lei Federal Nº 11.340/06, a Lei Maria da Penha, que é voltada para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra o público feminino.

As servidoras municipais ainda compartilharam suas experiências no atendimento aos mais diversos tipos de ocorrências em defesa das mulheres e explicaram sobre os trabalhos diários do grupamento, que acompanha e presta suporte às vítimas com medida protetiva mesmo após a resolução dos casos. Atualmente, cerca de 125 pessoas com a medida são assistidas pela Patrulha Maria da Penha de Suzano, que mantém contato periódico e está sempre à disposição para qualquer eventualidade.

A capacitação se estende até sexta-feira (25/06), onde os convidados terão treinamento prático, realizando rondas nas ruas de Suzano com o acompanhamento de agentes municipais, fazendo visitas, entrevistas e localizando vítimas cujo contato por telefone não foi eficaz. A prática em campo permitirá que os guardas de Ribeirão Pires tenham contato com as vivências do cotidiano em defesa das mulheres.

De acordo com a comandante da GCM suzanense, Rosemary Caxito, a corporação tem trabalhado de forma incansável no enfrentamento à violência contra a mulher. Segundo ela, o reconhecimento por parte de outras cidades é motivo de orgulho para as agentes municipais e reforça a importância dos trabalhos prestados à população.

“Nos colocamos à total disposição dos guardas de Ribeirão Pires para realizar esta capacitação, que compreendeu ações teóricas e práticas de toda a atividade do grupamento. A Patrulha Maria da Penha tem um papel essencial para a garantia dos direitos das mulheres e desejamos todo o sucesso para o futuro grupamento de nossa cidade vizinha, que representa mais segurança para sua população feminina”, afirmou a comandante.

O secretário municipal de Segurança Cidadã, Elias Marques de Lima, destacou o empenho da Patrulha Maria da Penha, que também recebeu no mês de maio a corporação de Estiva Gerbi, município da região de Campinas. Na ocasião, eles também vieram conhecer os trabalhos do grupamento e aprender com as agentes da cidade. “A equipe tem reconhecimento nacional. Em 2018 conquistamos o Selo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FPSP) de Práticas Inovadoras, pelo trabalho de proteção a vítimas de violência doméstica e combate à reincidência dos agressores. Tudo isso é fruto de muita dedicação e empenho. Elas são um exemplo a ser seguido”, concluiu.

Denúncias e atendimento

Além da Patrulha Maria da Penha da GCM, que acolhe denúncias pelo número 4745-2150, Suzano conta com uma rede de atendimento especializada a mulheres que sofrem com estas condições, que inclui a Delegacia da Mulher (4748-8040), a Sala Rosa da Comissão da Mulher Advogada (4748-7473), o Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres (4742-7100), a Rede de Atenção à Pessoa em Situação de Violência Doméstica e/ou Sexual (4745-2092), a Casa de Acolhimento, o Disque Denúncia (180) e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social, o Creas (4743-2588).


de Suzano