Região

Mogi supera em 49,57% meta de vacinação contra Gripe no fim de semana

Dia D de vacinação ocorreu no sábado das 8 às 15 horas para qualquer pessoa, em todos os postos de saúde e unidades do Programa Saúde da Família. No total, foram aplicadas 14,8 mil doses do imunizante contra Gripe

19/07/2021 22:00


O mutirão contra a Gripe realizado no final de semana superou a meta estipulada pela Secretaria Municipal de Saúde. O objetivo era aplicar 12,5 mil doses no sábado e domingo (17 e 18/07), mas o balanço realizado após os dois dias de vacinação apontou um total de 18.697 mogianos imunizados, o que representa 49,57% a mais do que a meta previamente definida.
 
No sábado (17/7), o Dia D de vacinação ocorreu das 8h às 15h para qualquer pessoa, em todos os postos de saúde e unidades do Programa Saúde da Família. No total, foram aplicadas 14,8 mil doses. Já no domingo (18/7), o atendimento foi exclusivo no drive-thru do Pró-Hiper, no bairro do Mogilar, também para todos os interessados, das 9 às 15 horas, com 3.897 doses aplicadas no total
 
Com a ação realizada no final de semana pela Secretaria Municipal de Saúde, os grupos prioritários passaram a apresentar os seguintes índices: trabalhadores da educação (76,6%), gestantes (61,6%), idosos (60,2%), trabalhadores da saúde (58,7%), puérperas (57,4%), crianças (54,5%) e pessoas portadoras de comorbidades (42,5%).
 
Em toda a campanha de vacinação contra a gripe já foram aplicadas 99.389 doses. A cobertura total, que estava em 46,8%, subiu para 51,5%. As etapas de vacinação para os grupos prioritários foram encerrada em no dia 9 de julho. As doses restantes estão liberadas para a população em geral a partir de 6 meses de vida, enquanto durarem os estoques.
 
Vacinação contra Covid-19
 
Os mogianos que agendarem a vacinação contra a Covid-19 esta semana terão à disposição mais horários para a imunização. De segunda-feira (19/07) até sábado (24/07), haverá horários disponíveis entre 9h e 23h. Nesta segunda-feira (19/07), foi aberto o agendamento da 1ª dose para as pessoas com 30 anos ou mais.
 
O agendamento online deve ser feito no www.cliquevacina.com.br. Pelo site, o cidadão consegue fazer o agendamento do local e do horário para a aplicação da vacina. Para quem for receber a complementação do imunizante, o cidadão deve apresentar, no local agendado, documento pessoal com foto, comprovante de endereço e comprovante da primeira dose.
 
Mogi das Cruzes está seguindo o cronograma de imunização por faixas etárias divulgado pelo Governo do Estado, com vagas disponibilizadas de acordo com os quantitativos de doses enviadas ao município.
 
Ocupação de leitos
 
Até o momento, Mogi das Cruzes já aplicou 263.497 doses da vacina contra a Covid-19, das quais 198.044 primeiras doses, 55.538 segundas doses e 9.915 doses únicas. Quem tiver alguma dúvida também pode ligar no telefone 160. Nesta segunda-feira (19/07), os leitos ocupados estão em 33,5% (enfermaria) e em 48% (UTI).
 
Caio Cunha
 
Na última quinta-feira (15), o prefeito de Mogi, Caio Cunha (Podemos) participou do programa DS Entrevista e comentou sobre as ações frente a pandemia.
 
Apesar das dificuldades enfrentadas durante o cenário pandêmico, o chefe do Executivo mantém a expectativa por dias melhores com a queda constante nos índices de novas contaminações e internações motivadas pelo vírus. 
 
“Estivemos durante 26 dias com leitos acima de 100% da ocupação. Hoje, estamos com 47% da ocupação nos leitos de UTI e 50% de enfermaria”, disse na entrevista. 
 
Segundo o prefeito, os dados refletem claros do avanço da vacinação, que ocorre em velocidade acelerada na cidade. Entre as cidades da região, Mogi é a que mais vacinou até o momento. 
 
“É importante dizer que os cuidados precisam ser mantidos. A vacinação não imuniza 100%, ela abranda. Ainda há muitos casos de enfermaria, mas estamos contornando isso”, conta.
 
Acompanhando o ritmo de vacinação, Caio Cunha estima alcançar toda a população adulta com a imunização até o mês de setembro, seguindo o calendário vacinal estabelecido pelo governo estadual. No mês passado, o município promoveu uma megaoperação de 36 horas ininterruptas de imunização. Segundo o prefeito, o “Vacinaço” pode voltar a ocorrer se necessário. 
 
“Estamos estendendo os horários de vacinação até próximo da meia noite, justamente para vacinar mais rápido. Tem a promessa de semana que vem chegar mais 30 mil doses, e se for preciso, podemos fazer novamente o Vacinaço. Não podemos perder tempo”, destacou. 
 
Entre os projetos da Prefeitura, está a retomada das cirurgias eletivas, que foram interrompidas durante a pandemia. A expectativa é de que os leitos usados para os atendimentos de pacientes diagnosticados com o vírus voltem a ser usados para cirurgias assim que a imunização coletiva for realidade. 
 
“Já há um planejamento para isso. A única coisa que estamos esperando é a vacinação por completo. Ainda há um fantasma da variante Delta, que já chegou em São Paulo. Caso tenha um novo pico, teremos que inclusive expandir os leitos de enfermaria”, explica.
 
Na entrevista o prefeito citou as ações para evitar aglomeração.
 
O Executivo segue nas ações de fiscalizações para combater festas clandestinas e aglomerações nas regiões da cidade. As operações contam com o empenho da Guarda Civil Municipal (GCM) e o reforço da Polícia Militar, que também atuam durante os finais de semana. Um trabalho incansável, afirmou.
 
“É um trabalho que as vezes dá até raiva. Enquanto tem tanta gente preocupada com o familiar que está em uma situação complicada, tem gente que promove festas clandestinas para ganhar dinheiro”, lamenta Caio Cunha. 

de Mogi