Região

Câmara de Poá demite 34 assessores comissionados de vereadores e vai economizar R$ 171,7 mil

Medida foi tomada após a redução de repasse da Prefeitura para a Casa de Leis

23/07/2021 12:54


A Câmara de Poá demitiu 34 assessores comissionados de vereadores e vai economizar R$ 171.700. A medida foi tomada após a redução de repasse da Prefeitura para a Casa de Leis, que de 2020 para este ano caiu 50%. Além disso, a Câmara pretende cortar "supersalários" de 10 cargos concursados. 

De acordo com o presidente da Câmara de Poá, o vereador Diogo Reis da Costa (PTB), o Diogo Pernoca, todos os dois assessores comissionados dos 17 vereadores foram exonerados dos cargos desde 1º de julho. Dos 34 assessores demitidos, 17 recebiam R$ 4,3 mil, ou seja, os salários somavam R$ 73.100. Já outros 17 assessores recebiam R$ 5,8 mil, que somados o custo era de R$ 98.600.

Diogo Pernoca explicou que após a saída da sede do Itaú de Poá, a receita caiu e consequentemente o repasse da Prefeitura para a Câmara Municipal despencou pela metade. "Em anos anteriores a Casa de Leis recebia R$ 24 milhões. Neste ano, caiu para R$ 12 milhões, ou seja, 50%. Situação complicada", disse.

O presidente da Câmara comentou que a medida faz parte de uma restruturação. Segundo ele, a Casa de Leis também pretende cortar supersalários de 10 cargos concursados. A ação tramita no Ministério Público. "Alguns desses cargos recebem mais de R$ 15 mil ou até mesmo R$ 20 mil. Vamos fazer uma restruturação. Precisamos equilibrar a folha de pagamento, que estava ultrapassando 70% do limite", concluiu Diogo Pernoca.

 

 


Lucas Lima - de Poá