Balanço

Quatro cidades da região têm plano de conservação da Mata Atlântica

Iniciativa tem como principal objetivo reconhecer, avaliar e propor medidas de preservação e restauração de áreas

24/07/2021 22:30


Levantamento da Fundação SOS Mata Atlântica aponta que quatro cidades do Alto Tietê onde ainda restam áreas de floresta têm o Plano Municipal de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica (PMMA) elaborado ou em implementação. São elas: Arujá, Guararema, Mogi das Cruzes e Suzano. Por outro lado, Salesópolis será incluída na lista e vai elaborar o plano.
 
O plano não é um instrumento obrigatório. No entanto, a iniciativa tem como principal objetivo reconhecer, avaliar e propor medidas de preservação e restauração de áreas, conciliando com desenvolvimento econômico e social da região. A lei que trata da preservação do bioma e orienta a criação dos planos foi aprovada há 15 anos.
 
O último levantamento da Fundação SOS Mata Atlântica, com base até 31 de janeiro de 2021, mostra que tanto em Arujá quanto em Mogi e Suzano o PMMA está elaborado. A cidade suzanense conta com projetos da Associação Nacional de Municípios e Meio Ambiente (Anamma) e da ONU Meio Ambiente.
 
Em dezembro de 2018, quando o plano de preservação da Mata Atlântica foi lançado na cidade, a Secretaria de Meio Ambiente informou que o PMMA auxilia na gestão do patrimônio ambiental do município, possibilita a implantação de Programas de Pagamento de Serviços Ambientais (PSA), atrai investimentos sustentáveis, como ecoturismo, e colabora para criação de corredores ecológicos regionais. “A localização do município de Suzano é estratégica, pois faz o elo de ligação entre a Serra do Itapeti e a Serra do Mar, além de abrigar grande área de produção de água para abastecimento da Região Metropolitana de São Paulo”, disse em nota.
 
Por outro lado, em Guararema o plano de conservação está em implementação. De acordo com a Fundação SOS Mata Atlântica, Salesópolis vai entrar para a lista de cidades que vão elaborar o PMMA.
 
País
 
No Brasil, somente 271 (8%) dos 3.429 municípios brasileiros onde ainda restam áreas de floresta têm o PMMA em execução ou elaboração. 
 
Atualmente, restam apenas 12,4% da mata atlântica original no País. Entre 2019 e 2020, o desmatamento avançou cerca de 13 mil hectares e, entre os municípios recordistas de perdas, nenhum tem PMMA. 

Lucas Lima - da Região