Cidades

Subseções da OAB nas cidades do Alto Tietê preparam novas eleições

Previsão é de que o processo eleitoral, que contará com advogados, ocorra no dia 25 de novembro

15/09/2021 22:30


As subseções da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Alto Tietê já estão iniciando a fase de preparação para as eleições que vão definir as mesas diretoras entre os anos de 2022 e 2024. A previsão é de que o processo eleitoral, que contará com votos de advogados inscritos das cidades, ocorra no dia 25 de novembro nas subseções. Na data, serão escolhidos os cargos de presidente, vice-presidente, secretário geral, secretário adjunto e tesoureiro.
 
Até lá, as subseções aguardam a publicação do edital disponibilizado pela seccional paulista, que possui todo o regramento para o pleito. A expectativa é que essas regras sejam disponibilizadas ainda durante o mês de setembro.
 
Para este ano, a novidade das eleições é o sistema de cotas para negros e paridades de gênero. É a primeira vez que as eleições para o Conselho Federal, seccionais e subseções da OAB terão o sistema de cota racial e de paridade de gênero.
 
Na prática, as chapas deverão reservar 30% das vagas para pretos e pardos, além de 50% para candidaturas de cada gênero, tanto para titulares como para suplentes.
 
Segundo o presidente da OAB Suzano, Wellington Santos, o pleito ocorrerá de forma presencial, seguindo os protocolos recomendados de combate à Covid-19. Apenas em Suzano, Wellington calcula mil e cem advogados inscritos, e a presença de todas será obrigatória.
 
“A eleição ainda ocorrerá de forma presencial, logo os advogados deverão comparecer no dia da eleição para fazerem suas escolhas, a diferença é que ficaremos atentos às regras de distanciamento social e higienização”, explica.
 
Representando o órgão no município por duas gestões (2016-2018 e 2019-2021), o atual presidente não pretende lançar nova candidatura ao cargo. Wellington defende a alternância do comando e irá apoiar o pré-candidato Dr. Fabrício Ciconi Tsutsui.
 
“Representar a nossa querida OAB/Suzano por quase seis anos é mais que suficiente, entendo que se faz necessária a alternância de comando”, destaca o presidente, que tentará concorrer à função de conselheiro na OAB estadual, na chapa do advogado Caio Augusto Silva.
 
Em Poá, a OAB é chefiada pelo advogado Ricardo Afonso, que pretende lançar nova candidatura. A subseção conta com 468 advogados inscritos. Segundo Ricardo Afonso, a eleição com cota racial e paridade de gênero será positiva para a pluralidade de ideias.
 
“Entendo ser uma medida adequada para que tenhamos pluralidade de ideias, o que torna a gestão da subseção mais abrangente no intuito de atender a todos os advogados e advogadas de maneira satisfatória”, comenta.
 
O ritmo de preparação é parecido na subseção de Ferraz de Vasconcelos. Representada pelo presidente Walter Martins. Segundo o chefe da OAB na cidade, a expectativa é que pelo menos 300 advogados participem do processo eleitoral no município.
 
“Ainda estamos em processo de organização, mas não tem previsão de como será. Contamos com cerca de 450 advogados inscritos e 300 são atuantes”, conta.
 
Na cidade de Itaquaquecetuba, a OAB é representada pelo presidente Jairo Saturnino, que tentará sua reeleição. A subseção conta com 600 advogados inscritos e o comparecimento também será obrigatório.
 
Até o fechamento da reportagem, a OAB de Mogi das Cruzes não retornou o contato feito pelo DS.

Matheus Cruz - de Suzano