Cidades

Aulas remotas e home office fazem crescer vendas de notebook

10/10/2021 18:00


Mesmo com o retorno gradual das atividades presenciais, muitas empresas ainda querem manter seus funcionários em home office, o que tem alavancado as vendas de notebooks. Além disso, professores e pais de alunos continuam procurando pelo aparelho. É o que analisa Orlando Melo, gerente de uma loja localizada na Rua General Francisco Glicério, no Centro. “Com as pessoas trabalhando em home office e as aulas on-line, houve um crescimento muito grande na venda desses aparelhos. As vendas dobraram. Foi um crescimento de 50%. Foi uma oportunidade de as empresas conhecerem esse método”, analisou Melo.
 
Mesma análise do subgerente Rafael dos Santos. No estabelecimento em que trabalha, localizado em frente a Praça João Pessoa, a procura está entre professores e pais de alunos. Ele acredita que o aumento foi de 80%. “Está havendo uma procura por parte dos professores e também de pais de alunos por conta das aulas remotas. Acredito que teve um aumento de 80%”, calcula.
 
O cenário daqui para frente pode ser diferente, segundo o subgerente. Com o avanço da vacina contra a Covid-19, volta das aulas presenciais e a retomada econômica, a tendência é que as vendas dos notebooks se estabilizem. “Com a retomada, a tendência é que as vendas caiam”, estimou.
 
Na loja onde Maricy Mendes atua como gerente também teve as vendas de notebooks alavancadas. A rede possui um projeto em parceria com o Estado. O objetivo é oferecer descontos para os professores. “Isso ajudou a aumentar as vendas no notebook em até 40%. Com os professores trabalhando em casa, a procura cresceu bastante”.
 
A expectativa também é alta quando o assunto é as vendas de fim de ano. E o notebook deve permanecer em alta na loja, segundo a gerente. “Com a maioria das pessoas vacinadas, a expectativa é bastante alta. Até mesmo o notebook, pois muitas empresas estão adotando o home office e pretendem continuar com este método”, finalizou. 

Thiago Caetano - de Suzano