Segurança

Patrulha Maria da Penha detém homem por descumprimento de ordem judicial

Indivíduo desrespeitou medida protetiva e estava morando ilegalmente na casa da vítima, no distrito de Palmeiras

26/11/2021 17:00


A Patrulha Maria da Penha realizou na última terça-feira (23) a prisão de um homem por descumprimento de ordem judicial no Jardim Dora, no distrito de Palmeiras. A sua antiga companheira tinha uma medida protetiva contra ele, mas a restrição foi desrespeitada e o indivíduo passou a viver na casa da vítima, que precisou se ausentar de seu lar junto com as quatro filhas. Quando abordado por integrantes da Guarda Civil Municipal (GCM) de Suzano, ele se recusou a sair do endereço e precisou ser detido.

O caso ocorreu pouco depois das 16 horas. Na ocasião, os agentes do programa foram solicitados para acompanhar uma oficial de justiça na ação. A intervenção teve como objetivo retirar o homem, que já tinha histórico de violência doméstica, da residência e encaminhar a vítima e suas filhas de volta ao lar. Elas estavam vivendo em um abrigo há aproximadamente um mês, temendo o comportamento violento do indivíduo e possíveis represálias.

A equipe escoltou a mãe e as crianças até o local e prestou auxílio à oficial de justiça para garantir o cumprimento tranquilo da ordem judicial. Chegando lá, porém, o agressor desobedeceu a determinação e se recusou a sair, inclusive afirmando que voltaria ao imóvel assim que as autoridades fossem embora. Os guardas tentaram orientá-lo a respeito da situação, mas ele insistiu em sua posição.

Diante disso, ele recebeu voz de prisão por descumprimento de medida protetiva e desobediência, sendo conduzido à Delegacia Central de Polícia para ficar à disposição da Justiça. A mulher também foi encaminhada ao local para colaborar com os autos e posteriormente foi liberada, quando pôde retornar ao seu lar junto das filhas.

De acordo com a comandante da GCM de Suzano, Rosemary Caxito, a patrulha tem trabalhado de forma incansável no enfrentamento à violência contra a mulher com intensificação de rondas e atendimento imediato de denúncias. A corporação suzanense ainda realiza o acompanhamento constante das vítimas com medida protetiva, sempre à disposição para prestar socorro em qualquer situação que se sintam ameaçadas ou desconfortáveis.

“Infelizmente, a violência contra a mulher ainda é uma realidade em muitos lares do País e precisa ser combatida. É muito importante que vítimas, familiares, amigos e vizinhos denunciem situações deste tipo sob qualquer suspeita. Só assim é possível garantir o bem-estar dos envolvidos e impedir que casos deste tipo continuem a acontecer no município”, disse Rosemary.

A GCM de Suzano recebe denúncias pelo telefone (11) 4746-3297. Além deste contato, também é possível pedir auxílio pelo número exclusivo da Patrulha Maria da Penha, em (11) 4745-2150, ou pelo Disque Denúncia, no 180.

 


de Suzano