Esportes

Na reestreia do técnico Dorival Júnior, Santos enfrenta o Figueirense na Vila

11/07/2015 08:00


A segunda passagem do técnico Dorival Junior no comando do começou ontem com mudanças na defesa e protestos da torcida no CT Rei Pelé. O substituto de Marcelo Fernandes faz sua estreia hoje, contra o Figueirense, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas ressaltou que o longo contrato compensa o pouco tempo para o primeiro jogo. Dorival chega com a responsabilidade de tirar o Santos da zona de rebaixamento e da série de quatro derrotas consecutivas no Brasileirão. "Eu espero uma mudança na postura, na maneira que entraremos em campo depois do último jogo. Mas o Santos tem capacidade para buscar uma recuperação e que aconteça o mais rápido possível", disse Dorival ontem, quando foi apresentado oficialmente no clube. Antes da primeira entrevista, o treinador comandou uma atividade no CT Rei Pelé, conversou com o elenco e ainda presenciou os jogadores se reunirem com alguns membros da torcida organizada. Pressionado pela má fase, o time deve ter na Vila Belmiro hoje um bom público, já que a diretoria santista fez promoção de ingressos para o jogo. O técnico deve trocar dois jogadores no time titular. O lateral-esquerdo Zeca ganha chance, assim como o zagueiro Paulo Ricardo, que atuará como volante. Lucas Otávio e Daniel Guedes ficam fora da partida. "Nós ainda vamos viver por algumas rodadas dando sequência ao trabalho do Marcelo, vamos tentando acrescentar um ou outro detalhe", disse o técnico. O contrato por dois anos e meio anima bastante Dorival a busca a reação com a equipe. "Essa possibilidade de ter um contrato um pouco maior também foi fundamental para mim", comentou. A última passagem dele pelo clube foi em 2010, quando conquistou os títulos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil.