Colunista

O olho do dono engorda o gado e outras coisas também

18/08/2015 08:00


Um granjeiro pediu a um sábio que o ajudasse a melhorar sua granja. Contou que o negócio apresentava lucro muito pequeno e que, na verdade, ele quase estava pagando para trabalhar. O Mestre escreveu algo em um pedaço de papel e colocou em uma caixa; fechou-a e a entregou ao granjeiro, dizendo "Leva esta caixa por todos os lados de sua granja, três vezes ao dia, durante um ano". No dia seguinte, o homem começou a peregrinação pelo seu negócio. Ao meio dia, quando foi ao estábulo, encontrou o gado sujo e os cavalos sem alimentação. À noite, indo à cozinha com a caixa, deu conta que o cozinheiro estava desperdiçando gêneros. A partir daí, todos os dias, ao percorrer sua granja de um lado para outro com o amuleto, encontrava coisas que deveriam ser corrigidas. Ao final do ano, voltou a encontrar o sábio e fez um pedido: "Deixa esta caixa comigo por mais um ano; minha granja melhorou o rendimento desde que estou com ela." O ancião riu e, abrindo a caixa, disse:" "Podes ter este amuleto pelo resto da sua vida." No papel estava escrita a seguinte frase: "Se queres que as coisas melhorem, deve acompanhá-las constantemente". A presente estorinha nos traz profundas reflexões. O leitor deve conhecer o antigo jargão popular que diz o seguinte: "O olho do dono engorda o gado". É preciso cuidar, zelar, tomar conta daquilo que temos como prioridade, não só financeira, mas também emocional. Muita gente reclama que o relacionamento não está indo bem, que existe a perspectiva de acabar. Como é possível reverter esse quadro caótico? Você deve fazer a sua parte; estar mais presente, procurar saber das necessidade do parceiro(a), pois só assim aumentam as chances de melhora. Seus filhos estão indisciplinados? Não te respeitam mais? Você suspeita que um deles está envolvido com drogas? Aproxime-se dele; seja mais presente. Procure mudar as estratégias e se comunicar melhor. Peça auxílio a psicólogo ou procure ler livros que dão dicas para melhoria na relação dos pais com os filhos. O que não adianta fazer é simplesmente cair na lamentação ou esperar que a solução caia do céu. Ser agir assim, os problemas tendem a se agravar.

Jorge Lordello