Editorial

Novas estações

19/08/2015 08:00


As novas estações de trem da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) em Suzano e Ferraz de Vasconcelos vão mudar o cenário das duas cidades. Ontem, o DS trouxe informações de que o prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB) e o presidente da CPTM, Paulo Magalhães, vistoriaram as obras da nova estação. Toda a infraestrutura da obra está praticamente finalizada (90% pronta), faltando apenas a conclusão da transferência para o Terminal Norte e o Centro, por meio de escadas rolantes. A estação em funcionamento será responsável por gerar aproximadamente 400 empregos. Atualmente, o passageiro de Suzano e das demais cidades da região sabem as dificuldades que enfrentam no dia-dia. Falhas, velocidade reduzida e lentidão são alguns problemas. Quem usa o trem já deve ter ouvido falar nestes termos. Mesmo com todos os problemas, este meio de transporte ainda é o mais bem avaliado quando comparado com outros. Afinal, apesar da lotação e dos eventuais problemas, a viagem oferecida pela companhia é quase sempre garantida. Indicadores mostram que mais de 98% das viagens programadas são cumpridas. A nova estação de Suzano terá ligação direta, futuramente, com o Aeroporto de Cumbica. Isso porque todas as composições da Linha 12-Safira partirão de Suzano, interligando com a futura Estação Engenheiro Goulart. A estação de Suzano está sendo totalmente reestruturada para se tornar um terminal da Linha 11-Coral e futuramente da Linha 12-Safira, interligando Suzano diretamente com a Grande São Paulo e, posteriormente, com a entrega da Linha 13-Jade, um canal direto com o Aeroporto Internacional de Guarulhos. Os trabalhos estão avançados e a previsão de inauguração do espaço é para o final do ano. Além disso, Suzano deverá ganhar melhorias no entorno da estação. A expectativa é grande e deve alterar o cenário de Suzano e contribuir de forma direta para os milhares de passageiros que utilizam esse meio de transporte todos os dias.