Ferraz

Passageiros aprovam nova estação de Ferraz

27/08/2015 22:18


Os passageiros aprovaram a nova estação de trem da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) em Ferraz de Vasconcelos, a qual atende a Linha 11 – Coral e que começou a funcionar ontem. O local foi inaugurado na quarta-feira pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) e pelo prefeito da cidade, Acir Filló (PSDB), conforme publicado no DS (clique aqui para ler a reportagem). Por dia, a estação recebe, em média, 20 mil usuários.

Os serviços realizados em sanitários e outras repartições foram finalizados e as escadas rolantes funcionam normalmente. Apenas as lojas não estão ainda em funcionamento. A estação também conta com acessibilidade a pessoas com necessidades especiais e internet gratuita via rede wi-fi. O investimento foi de R$ 41,8 milhões.

O controlar de acesso Benedito Ferreira afirmou ter gostado da nova estação. “Tomara que conservem o local, porque está bonito”.

O tempo para inaugurar a estação compensou, segundo a dona de casa Roseli Tavares. “Foi demorada, mas agora é compensador. Têm escadas rolantes, seguranças. Já cheguei a cair na antiga estação, mas com essa espero não haver problemas. Foi a melhor coisa que Ferraz recebeu”.

A desempregada Stella Morais Martim confirmou ter adorado o local. “Gostei porque a nova estação tem as escadas rolantes”.

Já o operador de telemarketing Augusto Marcelo espera melhoras. “A estação está inacabada. Os acessos das escadas são poucos para o tanto de pessoas que usam a CPTM”.

RECLAMAÇÃO

Durante a inauguração oficial, na quarta-feira, a queima de fogos danificou alguns imóveis no Centro de Ferraz, atingidos pelos fogos. Um dos estabelecimentos atingidos foi o Centro de Formação de Condutores para aulas teóricas. A dona do local, Venice Maria da Silva, estava assistindo ao evento quando soube do ocorrido. “Desabou o teto de duas salas e as janelas de vidro foram quebradas. Não tinha alunos na autoescola no momento”.

Os funcionários da Prefeitura foram até os locais danificados para fazer as manutenções e ressarcirem os que sofreram prejuízo. “O ocorrido deu-se por meio de uma empresa que, em homenagem à inauguração da estação, soltou os fogos de artifício de forma espontânea. Não houve contratação, apenas a "doação" do feito para com o município. Visto o ocorrido, o Poder Executivo ferrazense comunicou à empresa que terá que arcar com os danos causados aos prejudicados”.

Foto: Mauricio Sumyia/ Divulgação