Cidades

Comissão vai debater prioridade de transporte público na área Central

05/09/2015 08:01


A Secretaria de Trânsito e Mobilidade Urbana de Suzano estuda a possibilidade de criar uma comissão de trabalho que analise soluções que podem ser adotadas pelo município com o objetivo de ajudar na fluidez do trânsito. Um dos principais objetivos é priorizar a passagem do transporte público pela malha central. O grupo pretende envolver membros da Prefeitura, da Câmara, do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e da Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Suzano. Como atualmente a frota municipal é de cerca de 118 mil veículos, as ações para melhoria no trânsito seriam baseadas em medidas adotadas por outros municípios com as mesmas características de Suzano. A Prefeitura destacou que para implantação de medidas drásticas relacionadas ao trânsito é preciso a participação da sociedade civil. Por isso, a criação da comissão facilitaria. Uma das medidas apontadas como solução para amenizar o caos no excesso de veículos que circulam pelas ruas é investir no transporte coletivo. Esse deve ser um dos pontos mais estudados pela futura comissão. MARGINAL DO UNA Além do transporte público, outro ponto a ser analisado é a circulação dos veículos de cargas pela cidade. A Secretaria Municipal de Trânsito informou que, em breve, a recuperação da Avenida Governador Mario Covas Junior, a Marginal do Una, deve ter início e com isso será feito o desvio do trânsito de caminhões para o local. O objetivo é desafogar justamente a malha central da cidade. Quando a mudança ocorrer, será feito uma readequação na sinalização. Apesar de ainda não ter previsão para o início das obras, a Prefeitura solicitou ao governo do Estado a finalização e recuperação da via que liga a SP-66 a Rodovia Índio-Tibiriçá (SP-31). A licitação para escolher a empresa que vai realizar as obras ainda será aberta. CICLOVIAS Sobre a circulação de bicicletas nas ruas da cidade, a secretaria afirma que já existem estudos para criação de diversas ciclovias, como por exemplo, utilizar o canteiro central da Avenida João Batista Fitipaldi, assim como a Avenida Mogi das Cruzes, além da ciclovia interna do Parque Municipal Max Feffer. A Prefeitura afirma que facilitar a locomoção por bicicletas é uma prioridade, principalmente para os trabalhadores que utilizam o veículo para se deslocarem de suas residências até o terminal de ônibus e à estação ferroviária.