Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 21 de setembro de 2018

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/09/2018

BNDES tem lucro de R$ 3,5 bilhões no 1º semestre de 2015, queda de 35,8%

15 AGO 2015 - 08h00

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) registrou lucro líquido de R$ 3,515 bilhões no primeiro semestre de 2015, 35,8% abaixo dos R$ 5,471 bilhões anotados nos seis primeiros meses de 2014, informou ontem a instituição de fomento.

Segundo o BNDES, a redução no lucro semestral é consequência da queda no resultado com participações societárias, de R$ 3,598 bilhões. O destaque negativo refere-se à participação do BNDES na Petrobras.

"A queda foi motivada por fatores alheios à gestão do BNDES. A principal causa foi a ausência de distribuição de dividendos pela Petrobras no primeiro semestre deste ano. Nos primeiros seis meses de 2014, o BNDES havia obtido receita de dividendos e juros sobre capital próprio da Petrobras de R$ 1,842 bilhão, que não se repetiu em 2015", diz o BNDES, em nota.

A participação total do banco de fomento na estatal é de 17,24% no capital, que encerrou o primeiro semestre avaliada em R$ 29,702 bilhões. O valor da participação caiu 21,8% em relação aos R$ 37,979 bilhões verificados no encerramento do primeiro semestre de 2014.

Outro fator que gerou impacto negativo foi a constituição de provisão para perdas (impairment) no valor de R$ 1,155 bilhão contra uma despesa de R$ 336 milhões no mesmo semestre de 2014.

No balanço do segundo semestre de 2014, o BNDES estimou uma "perda permanente" de R$ 2,6 bilhões com a participação, mas apenas R$ 1 bilhão foram registrados nos resultados como "perdas não recuperáveis". O banco se valeu uma norma do Conselho Monetário Nacional (CMN), do fim de 2012, que abre uma brecha nas regras do Banco Central (BC) sobre a forma de registrar perdas com ações no balanço.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias