Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 20 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/09/2020

Brasil fecha 2015 com corte de 1,5 mi de empregos

22 JAN 2016 - 07h00

O País fechou em 2015 um total de 1,542 milhão de postos de trabalho com carteira assinada. O dado é o pior da série histórica iniciada em 1992, segundo o ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto. O saldo do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do ano foi resultado de 17,707 milhões de admissões e 19,249 demissões, conforme divulgação feita pelo ministério ontem.

O dado do ano passado mostra deterioração na situação do emprego, se comparado com o ano anterior. Em 2014, foram geradas 420,7 mil vagas formais, pela série com ajuste, que inclui dados entregues com atraso pelas empresas.

O resultado de 2015 ficou um pouco melhor do que as expectativas de mercado financeiro. De acordo com pesquisa AE Projeções com 16 instituições, o saldo do Caged do ano passado ficaria entre um corte de 1,556 milhão a 1,785 milhão de vagas, com mediana negativa de 1,696 milhão.

Dezembro

No mês de dezembro de 2015, o Brasil fechou 596,2 mil vagas formais de emprego, segundo o Ministério do Trabalho e Previdência Social, o pior resultado para o mês da série histórica iniciada em 1992. Os dados do Caged são fruto de 917 mil admissões e 1,513 milhão de demissões.

O resultado foi inferior ao registrado em dezembro de 2014, quando o dado ficou negativo em 555,5 mil vagas pela série sem ajuste, que não considera dados enviados com atraso pelas empresas. O número de dezembro de 2015 ficou dentro das expectativas do mercado para o mês passado.a

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias