Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/09/2020

Crédito é ameaça ao programa de concessão à iniciativa privada

04 OUT 2015 - 08h00

Com a elevação da taxa de juros, a perda do "grau de investimento" pela agência Standard & Poor's (S&P) e as desconfianças geradas pela Operação Lava Jato, a restrição de crédito para as empresas do setor de infraestrutura tornou-se mais uma ameaça ao sucesso das concessões à iniciativa privada. Fontes ouvidas pela reportagem preveem que, dos quatro leilões de rodovias que restam no cronograma do Ministério do Planejamento para este ano, apenas um deve sair, da Rodovia do Frango, entre Paraná e SC.

A preocupação das empresas de infraestrutura com o crédito quase triplicou nos últimos 12 meses, segundo dados da Sondagem da Construção, da Fundação Getulio Vargas (FGV). Em setembro de 2014, 11,7% das empresas entrevistadas citavam o acesso ao crédito como "fator limitativo". No mês passado, 30,6% apontaram o crédito como problema - o segundo mais citado, perdendo apenas para a "demanda insuficiente".

Dados para as empresas que atuam com obras de infraestrutura são piores que a média e totalmente diferentes de cinco anos atrás. Em setembro de 2010, só 5,6% das empresas, no total, e 4,7%, para o segmento de infraestrutura, mencionavam o acesso a crédito como problema, o menor dos fatores limitativos. Para Ana Castelo, pesquisadora da FGV, o quadro é de travamento de crédito.

"O travamento de crédito tem dois elementos distintos, mas somados", disse um executivo de banco de investimento, que pediu para não ser identificado, referindo-se à desconfiança gerada pela Operação Lava Jato, que implica construtoras, umas mais, outras menos; e a situação macroeconômica geral, que inclui alta dos juros.

Paulo Cesena, presidente da Odebrecht Transport, braço do grupo que atua nas concessões em logística, disse que a disponibilidade de financiamento é principal desafio para sustentar investimentos privados em infraestrutura e criticou a exigência de garantias em excesso pelos bancos.

Nesse quadro, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) sofre "pressão por todos os lados", conforme disse um executivo. Única fonte de crédito de longo prazo no País, a instituição de fomento ainda analisa pedidos de financiamento da primeira fase do Programa de Investimentos em Logística (PIL).

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias