Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/11/2017
mrv

Dólar tem quarta alta consecutiva e fecha em R$ 3,46

05 AGO 2015 - 08h00

A aversão ao risco mais uma vez deu o tom dos negócios no mercado de câmbio e o dólar à vista fechou em alta de 0,26%, aos R$ 3,46, na sessão de ontem. Esta foi a quarta sessão consecutiva de valorização da moeda norte-americana, que acumula alta de 3,90% frente ao real no período.

Pela manhã, com o cenário mais tranquilo na China e na Grécia, o mercado chegou a ensaiar uma realização de lucros, o que levou o dólar à mínima de R$ 3,433 (0,52%), que não se sustentou.

A divulgação da produção industrial de junho (veja matéria ao lado) , que recuou 0,3% ante maio, ficou abaixo da mediana das estimativas (0,80%), mas manteve os investidores pessimistas quanto à recuperação da economia.

No período da tarde, o dólar chegou à máxima de R$ 3,486 (+1,01%), influenciado pelas declarações do presidente do Federal Reserve de Atlanta, Dennis Lockhart, de que o banco central dos EUA "está perto de estar pronto a elevar as taxas de juros de curto prazo". Lockhart, que tem direito a voto nas reuniões do Federal Reserve, disse ainda que setembro pode ser um "momento apropriado" para elevar os juros.

As declarações levaram a uma aceleração dos juros dos Treasuries (títulos do Tesouro dos EUA) e ao fortalecimento do dólar frente outras moedas, como o iene e o dólar canadense, além de divisas de países exportadores de commodities, como os pesos chileno e mexicano.

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias