Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/11/2017
mrv

Vendas do varejo ampliado caem 1,6% em março

15 MAI 2015 - 08h00

As vendas do varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, caíram 1,6% em março ante fevereiro, na série com ajuste sazonal, informou ontem o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado veio no piso das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, que esperavam desde queda de 1,6% até avanço de 1,8%, com mediana negativa em 0,62%.

Na comparação com março de 2014, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram queda de 0,7% em março deste ano. Neste confronto, as projeções variavam entre queda de 1,6% até aumento de 2,7%, com mediana positiva de 0,9%. No 1º trimestre, as vendas do varejo ampliado acumularam queda de 5,3% em relação a igual período de 2014. Nesta comparação, as projeções iam desde baixa de 6,8% a redução de 1,35%, com mediana em -4,7%.

Já na comparação com o último trimestre de 2014, as vendas no varejo ampliado cederam 4%. Nesta base, as projeções estavam entre quedas de 3% a 4%, o que gerou mediana negativa de 3,3%, na série ajustada sazonalmente. Até março, as vendas do comércio varejista ampliado acumulam queda de 3,4% nos últimos 12 meses.

De acordo com IBGE, a queda de 0,9% nas vendas do varejo restrito em março ante fevereiro foi a mais intensa para o mês desde 2003, quando o recuo no mês de março foi de 2,4%. Na comparação trimestral, o recuo de 1,7% nas vendas dos primeiros três meses de 2015 contra o último trimestre de 2014 significou o pior desempenho desde o primeiro trimestre de 2003. Naquele ano, a queda foi de 3,1%.

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias