Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 12 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 11/12/2019
COLEGIO CETES 15/10 A 15/01/20

Adolescente de 15 anos é baleado no Parque Maria Helena

Polícia Civil investiga se jovem teria supostamente participado de uma tentativa de roubo; vítima reagiu e lutou com bandidos

Por Marcus Pontes - de Suzano04 DEZ 2019 - 10h00
Adolescente foi socorrido e hospitalizadoFoto: Sabrina Silva/DS

Um adolescente, de 15 anos, foi baleado na perna na terça-feira à noite, 3, no Parque Maria Helena, em Suzano. Ele não corre o risco de morrer. O jovem permanece internado na Santa Casa de Misericórdia.

O jovem foi encontrado, com uma perfuração na perna, após testemunhas ligarem para a Polícia Militar e avisarem sobre disparos de arma de fogo na Rua Dr. Armando de Ré. Enquanto aguardavam socorro para o adolescente, policiais receberam informação de uma suposta vítima de roubo, que teria lutado contra quatro bandidos, pegado a arma e atirado contra um deles. 

Com a falta de elementos dos quais pudessem apontar para uma versão correta do que havia ocorrido no local, os policiais encaminharam a suposta vítima de roubo à Delegacia Central, bem como ouviram brevemente o adolescente baleado.

De acordo com a Polícia Civil, o homem, de 50 anos, disse que esperava a esposa e filha, quando viu quatro pessoas se aproximando e, para evitar um eventual roubo, se antecipou e lutou com o grupo. Na ocasião, ele diz que um dos indivíduos pegou uma arma. Foi então que conseguiu lutar com essa pessoa e disparos foram realizados. 

Também há no boletim a informação de que, por fotos, o aposentado não teria reconhecido o adolescente baleado. E que acha que o jovem estava envolvido na tentativa de roubo, mas não tem certeza. 

A versão, porém, é refutada pelo adolescente. Ao ser ouvido na Santa Casa de Suzano, o jovem contou que estava com mais dois amigos, e iriam se encontrar com algumas garotas, quando viu um homem na laje sacando uma arma e atirando. Depois, pediu socorro e foi levado à unidade hospitalar. A PM não encontrou nenhum dos amigos apontados pelo baleado. 

O caso é investigado pela Polícia Civil. A princípio, é tratado como ato infracional de roubo, lesão corporal e legítima defesa. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias