Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 27 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/10/2020
SOUZA ARAUJO
PMMC OUT ROSA
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID VERDE
DR JÚLIO CÉSAR - JURÍDICO CDP

Caseiro atira em menino pensando ser ‘invasor’

09 JAN 2016 - 07h00

Um garoto, de 9 anos, foi atingido por um disparo de espingarda ao buscar uma pipa dentro de um sítio, em Suzano. O caseiro da propriedade, de 61 anos, informou à Polícia Militar que atirou para espantar invasores, que costumam furtar o local.

Na ocasião, o idoso foi preso em flagrante por lesão corporal e posse irregular de arma de fogo de uso permitido. O caso ocorreu na noite de quinta-feira, na Rua João Carlos de Oliveira, no bairro Recreio Sertãozinho.

A história do caso teve início quando o menino entrou no sítio de eventos em busca de uma pipa.

O horário no qual o garoto entrou na propriedade não foi especificado, mas acredita-se que tenha sido por volta das 18 horas.

Ele procurava pelo brinquedo no terreno e teria notado que o caseiro havia saído em razão de algum barulho que fez. Sendo assim, o menino se escondeu por medo de algum sermão.

O garoto tentava sair sorrateiramente do sítio, no entanto, o caseiro atirou duas vezes acreditando ser um assaltante. O menino conseguiu sair da propriedade e chegar em casa. Contudo, a mãe do garoto o questionou sobre a mancha de sangue na camisa.

Ele alegou ter se machucado enquanto brincava, porém, depois disse que entrou no sítio e foi baleado. Assustada, a mulher encaminhou o filho ao Pronto-Socorro (PS) Municipal, onde foi medicado e liberado. O ferimento no garoto não foi grave.

Horas depois, a dona de casa ligou para a Polícia Militar e informou sobre os acontecimentos.

O caseiro disse à polícia morar há 12 anos no local, e ter atirado em virtude das inúmeras invasões e furtos na propriedade.

Ele ainda contou que comprou o armamento há 40 anos.

A polícia encaminhou o idoso à Delegacia Central, onde ficou preso por dois crimes. Uma fiança no valor de R$ 6 mil foi arbitrada para a liberação do caseiro.

A Polícia Civil informou que a espingarda foi apreendida e encaminhada ao Instituto de Criminalística (IC) de Mogi das Cruzes.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias