Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 22 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/09/2019
Centerplex 19 a 25/09
PMMC ENTREGAS

GCM de Ferraz prende dois por falsificação de suplementos alimentares

Homens fabricavam os produtos falsificados e a suspeita é a de que vendiam a praticantes de musculação e/ou atletas

Por de Ferraz12 JUL 2019 - 17h35
Foram apreendidas notas fiscais, máquinas para impressão de data de validade e seladora, materiais para transporte, como caixas e embalagens, além de produtos para o preparo dos suplementosFoto: DeCom Ferraz

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Ferraz de Vasconcelos prendeu duas pessoas por falsificação e adulteração de suplementos alimentares. A fábrica irregular funcionava na Vila Cláudia e a Vigilância Sanitária interditou o local. A ação aconteceu na quarta-feira, 10, mas o caso só foi divulgado nesta sexta-feira, 12.

Segundo a Prefeitura, os homens fabricavam os produtos falsificados e a suspeita é a de que vendiam a praticantes de musculação e/ou atletas. O local foi descoberto após denúncias chegarem à Vigilância Sanitária. Uma operação foi realizada e o local fechado.

O órgão fiscalizador da cidade comprovou que a empresa não tinha autorização para a fabricação de suplementos, bem como apresentava irregularidades no espaço físico. Por isto, os responsáveis pelo local foram encaminhados à delegacia.

Foram apreendidas notas fiscais, máquinas para impressão de data de validade e seladora, materiais para transporte, como caixas e embalagens, além de produtos para o preparo dos suplementos.

Segundo o comandante da GCM de Ferraz, Cléverson Ramos, o trabalho em conjunto foi essencial para não apenas punir os culpados, mas também para salvar vidas. "A atuação da GCM e Vigilância Sanitária foi de grande sucesso, ao passo que conseguimos prender em flagrante os infratores e, ainda, inibir a produção e venda destes produtos falsificados, que são falsificados ou adulterados, podendo trazer prejuízos à saúde dos munícipes e compradores de outras localidades", destacou Ramos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias