Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 19 de fevereiro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/02/2019
Pmmc Leds
Pmmc índices

Homem é suspeito de atirar quatro vezes contra residência da ex-companheira

Há duas versões sobre o caso: uma da ex-mulher do suspeito e outra do filho do casal

Por Marcus Pontes - de Itaquá12 FEV 2019 - 12h03
Caso é investigado pelo distrito central da cidadeFoto: Arquivo/DS

A polícia investiga um caso no qual um homem, de 37 anos, é suspeito de atirar quatro vezes contra a casa da ex-companheira. O fato aconteceu nessa segunda-feira de manhã (11), na Travessa Guarujá, na Vila Celeste, em Itaquaquecetuba. O paradeiro do suspeito ainda é incerto.

Há duas versões para o atentado; da ex-mulher do suspeito e do filho do casal. A investigação deve determinar qual irá se embasar, para dar andamento ao inquérito sobre o caso de disparo de arma de fogo, ameaça e violência doméstica.

O primeiro a depor foi o filho do casal. Segundo ele, a mãe é frequentemente ameaçada, em razão do término do relacionamento. E que o episódio dos disparos é resultado de mais uma ameaça. De acordo com o jovem, antes do atentado, o pai disse que iria quebrar as pernas da ex-mulher, caso fosse expulso de casa. Depois disso, o suspeito saiu, contudo, retornou e atirou quatro vezes. Há medidas protetivas contra ele, de acordo com o rapaz.

Mas, a versão apresentada pela ex-companheira do suspeito é diferente. Ela contou que, na realidade, pai e filho brigaram no dia anterior. O motivo seria que o jovem teria que trocar de quarto, o que não foi aceitado. A mulher diz ainda que, por causa disso, o garoto quebrou a casa. Por conta disto, o pai teria se revoltado e efetuado os disparos. 

A Polícia Militar preservou o local do crime. Peritos analisaram a cena do crime, mas não há registros da apreensão de cápsulas deflagradas. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias