Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 11 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 10/12/2019
COLEGIO CETES 15/10 A 15/01/20

Ladrões invadem casa de GCM e amarram família; vítima se solta e atira contra bandidos

Polícia Civil investiga se a quadrilha está envolvida em um caso no qual houve confronto com policiais de Ermelino Matarazzo

Por Marcus Pontes - de Mogi29 NOV 2019 - 13h41
Carro de GCM foi encontrado próximo ao local do crime; manchas de sangue foram observadas no interiorFoto: Divulgação

Um guarda municipal e familiares foram alvo de criminosos na madrugada desta sexta-feira, 29, na região do Alto do Ipiranga, em Mogi das Cruzes. O bando aproveitou o retorno da vítima à residência, para invadir e amarrá-los, mas só não contavam que o agente municipal fosse conseguir se desamarrar e reagir. Um dos bandidos foi baleado e socorrido pelos comparsas a uma unidade de saúde em Ermelino Matarazzo, Zona Leste de São Paulo. 

A invasão à residência ocorreu após o guarda levar a esposa ao trabalho. Assim que entrava com o carro na garagem, o agente municipal foi surpreendido por quatro criminosos. Os ladrões conseguiram levá-lo ao interior da casa, onde foi amarrado na companhia de outros familiares.

Os ladrões pegaram pertences e colocaram no veículo da vítima. Também encontraram a chave da moto do guarda. Quando iam deixar a casa, os ladrões foram surpreendidos pelo agente municipal, que havia conseguido se desamarrar. Um bandido foi baleado e, mesmo assim, fugiu na moto.

Tanto o carro quanto a moto da vítima foram localizados na região. O veículo estava com marcas de sangue. A suspeita é de que mais outro bandido tenha sido atingido. 

Horas depois à invasão ocorrida em Mogi, a Polícia Militar foi até uma unidade hospitalar de Ermelino Matarazzo. O paciente tinha ferimentos decorrentes a tiros. O homem confessou ter participado do roubo ocorrido no Alto Tietê.

Uma investigação foi aberta pela Polícia Civil de Ermelino Matarazzo. O objetivo é o de comprovar a hipótese de que o suspeito baleado faz parte de um grupo de ladrões especializados em assaltos à residências. Os indícios levam a crer de que a atuação deles ocorre durante a noite no Alto Tietê - Mogi das Cruzes, por exemplo - e de dia na Zona Leste de São Paulo.

O grupo também é investigado por estar supostamente envolvido numa troca de tiros, na Zona Leste, em que um policial acabou sendo ferido. O caso será registrado num distrito de Ermelino Matarazzo. 

 

 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias