Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 04 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 04/12/2020

Mulher é esfaqueada e morre ao sair do serviço

15 NOV 2015 - 07h00

Uma mulher, de 29 anos, morreu após ser esfaqueada ao sair do trabalho, na noite de sexta-feira, em Itaquaquecetuba. Ela chegou a ser levada para o Hospital Geral de Itaquá, o Santa Marcelina, mas não resistiu aos ferimentos. O assassino tem 39 anos e também foi levado à unidade de saúde após ser agredido por colegas da vítima. Após liberado, as autoridades policiais reiteraram a prisão em flagrante. A faca usada no crime foi apreendida. O criminoso disse ter agido por ciúmes. Não consta no Boletim de Ocorrência (B.O.) o grau de relacionamento que ele tinha com a vítima.

O caso aconteceu por volta das 22h05, em frente a uma empresa na Vila Geny. De acordo com informações do B.O, registrado no Distrito Policial (DP) Central de Itaquá, o ferimento provocado na jovem foi tão grande que o coração dela chegou a ficar visível.

Policiais militares (PMs) foram acionados para irem até o local. Lá se depararam com uma unidade de resgate e várias pessoas. Os PMs foram informados por uma testemunha que a vítima saiu do trabalho e ia pegar carona com uma amiga quando o autor do crime chegou e lhe desferiu uma facada no peito.

Em seguida, para tentar fugir do agressor, a jovem entrou na empresa. Um funcionário tentou, mas não conseguiu fechar o portão e impedir a entrada do homem. Em seguida, a vítima foi alcançada pelo indivíduo, que desferiu mais facadas contra ela.

Funcionários do local socorreram a jovem e outros passaram a agredir o homem, que caiu no chão após desmaiar. Uma equipe de perícia do Instituto de Criminalística (IC) de Mogi das Cruzes esteve no local do crime para coletar outros dados, que servirão para embasamento do processo judicial.

Após coletar os dados, o policiais foram até o Santa Marcelina, onde foram informados que a vítima, devido à gravidade dos ferimentos, não resistiu. Ainda na unidade de saúde, os PMs conversaram com o assassino, que restringiu-se a dizer que esfaqueou a moça por ciúmes.

FEMINICÍDIO

Itaquaquecetuba lidera o ranking, no Alto Tietê, com relação ao assassinato de mulheres. Somente entre 2009 e 2013 foram registrados 46 crimes do tipo, segundo o Mapa da Violência 2015: Homicídio de mulheres no Brasil, divulgado na semana passada. No País, o município ocupa a 512ª posição como o mais violento para a classe feminina.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias