Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
Pmmc Sarampo
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE
ÚNICCO POÁ

Ossada é deixada em banheiro de delegacia

12 AGO 2016 - 08h00

Mais uma vez, um órgão público foi alvo de despejo de restos mortais na manhã de ontem. O principal suspeito, um homem de 39 anos, deixou ossadas humanas e animais dentro de um banheiro da Delegacia Central da cidade, dizendo ser um presente para o delegado.

Outros órgãos públicos também já foram alvos do homem, como o Hospital Santa Marcelina, Defensoria Pública e Fórum. Além disso, ele tem problemas mentais e já foi encaminhado para unidades de psiquiatria.

De acordo com o chefe dos investigadores Marco Aurélio, o homem esteve na delegacia por volta das 10 horas à procura do delegado. Como não o encontrou, saiu do local.

Momentos depois em uma ligação, ele informou que havia deixado um presente dentro do banheiro da delegacia. Esse ‘presente’ era destinado ao delegado. Um funcionário do local foi verificar do que se tratava e encontrou sacolas com ossadas humanas e animais.

Ainda, o homem retornou à delegacia, onde foi preso em flagrante. Ele confessou o crime e contou aos policiais que pegou os restos em um cemitério.

Em fevereiro e março deste ano, o homem deixou sacolas com ossos no Hospital Santa Marcelina e na Defensoria Pública. No primeiro, ele jogou na recepção do hospital ossadas humanas e mais de 500 preservativos usados e com embalagens abertas. Já no segundo caso, deixou uma sacola também com ossadas humanas no prédio da Defensoria Pública da cidade alegando ser um presente para a psicóloga do órgão.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias