Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 28 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 28/10/2020
Pmmc Sarampo Outubro
Pms Coronavírus - Fase Verde
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
SOUZA ARAUJO
PMMC COVID VERDE

Polícia Civil detém três e descobre central de fraudes do auxílio emergencial em Suzano

Grupo atuava em diferentes vertentes, como golpes pela internet, roubo de cargas e, até mesmo, negociação de armas, inclusive de grosso calibre, por aplicativos de mensagem

Por Marcus Pontes - de Poá30 JUL 2020 - 11h14
Objetos apreendidos vão ser analisados em busca de mais provas contra o grupoFoto: Polícia Civil/Divulgação

Uma espécie de central de fraudes do auxílio emergencial, com softwares e equipamentos específicos para golpes, foi descoberta pela Polícia Civil de Poá, na região da Estrada Santa Mônica, em Suzano. Três pessoas foram capturadas, entre elas um adolescente, mas só dois homens ficaram presos.  Segundo a investigação, o número de vítimas pode chegar a casa dos milhares e o prejuízo em milhões.

Os três indivíduos identificados agiam, especialmente, pela internet. A maioria dos crimes descobertos têm relação ao uso indevido da ferramenta. São golpes de compra e venda, fraudes bancárias e, até mesmo, transações fraudulentas do auxílio emergencial e a negociação de armas. 

Segundo a polícia, o esquema do grupo começou a se desmantelar após informações obtidas pelo Setor de Inteligência. Relatos davam conta de que três pessoas estariam em um mercado fazendo diversos saques no caixa eletrônico, e que as transações eram feitas com cartões de terceiros. 

Investigadores de Poá, então, foram ao local e flagraram o grupo. Um tentou fugir, mas foi impedido. Oito cartões bancários, além de R$ 4 mil foram encontrados. Os suspeitos tentaram se desfazer de comprovantes, mas dois acabaram sendo recuperados. 

De acordo com a polícia, o grupo, a princípio, admitiu estar com objetos ilícitos. Disse, ainda, que os cartões bancários foram adquiridos pela internet, em uma página no Facebook. 

A versão apresentada pelo grupo mudou após serem levados à Delegacia Central. Afirmaram terem obtido os cartões com um quarto indivíduo, o qual residia no mesmo condomínio que eles em Suzano, e que mostrariam as provas dessa negociação. 

Nos apartamentos dos três detidos, policiais apreenderam três notebooks, uma CPU, quatro máquinas de cartão de crédito e débito, celulares, cartões de memória, além de mais cartões bancários e um RG. 

Policiais realizaram buscas ao quarto suspeito, e que é suspeito de liderar o bando, mas não o encontraram. Apesar disso, o homem foi identificado e teve o notebook apreendido. Transações bancárias, além de outros documentos foram vistos na máquina. Em uma dessas movimentações fraudulentas, o grupo movimentou cerca de R$ 50 mil. 

“Foram identificadas centenas de conversas e transações fraudulentas ou irregulares. São golpes no sistema financeiro e de telefonia. Para se ter uma ideia, o ramo dessa quadrilha é vasto, uma vez que encontramos até a negociação de uma pistola e um fuzil. Não descartamos que haja prejuízos na casa de milhares ou milhões”, afirmou o delegado Eliardo Amoroso Jordão, responsável pela delegacia.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias