Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 08 de julho de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 07/07/2020

Polícia Civil identifica primeiro bandido suspeito de roubar e matar dono de farmácia em Itaquá

Justiça expediu mandado de prisão temporária contra o criminoso

Por Marcus Pontes - de Itaquá11 MAI 2020 - 15h22
Filmagem de um circuito de monitoramento flagrou os bandidos chegando na farmácia e, depois, fugindoFoto: Reprodução

O Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) identificou o primeiro suspeito de participar do roubo e morte de Carlos Alberto Gerardi, 55 anos, em Itaquaquecetuba. Até o momento, o paradeiro do ladrão ainda é desconhecido. Segundo o delegado Rubens José Ângelo, responsável pela especializada, a Justiça expediu um mandado de prisão temporária contra o indivíduo.

Ângelo diz que buscas foram realizadas no endereço em que o criminoso reside, mas ele não foi encontrado. A hipótese é que esteja escondido desde a repercussão do latrocínio - roubo seguido de morte. "As buscas continuam. É um indivíduo perigoso. Também prosseguimos no encalço de identificar o segundo participante deste crime", disse o delegado do SHPP de Mogi. 

Segundo a investigação, Gerardi foi morto com um tiro no rosto. Os ladrões não teriam se contentado com o dinheiro entregue, uma quantia de R$ 100, e resolveram matar a vítima. Ele não teria esboçado nenhuma reação ao assalto. Depois de pegar o dinheiro, um celular e o brinco de uma funcionária, os criminosos fugiram correndo. 

(Empresário Carlos Alberto Gerardi foi morto com um tiro na cabeça Foto: Divulgação/Redes Sociais)

É importante lembrar que, após entrar em vigor, a Lei do Abuso de Autoridade não permite o envio de fotos e nomes de suspeitos de crimes. A investigação sobre o latrocínio prossegue. A polícia assegura que novidades podem surgir nos próximos dias. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias