Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quinta 15 de abril de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 15/04/2021
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
São Paulo Secretaria da Educação
Magic City
CENTRO MÉDICO

Polícia de Mogi prende integrantes de quadrilha

02 OUT 2015 - 08h00

Três homens, entre 20 e 27 anos, foram presos e um adolescente, de 17 anos, foi apreendido pela Polícia Civil de Mogi das Cruzes, suspeitos de fazerem parte de uma quadrilha de roubo de celulares. O grupo foi surpreendido na cidade de Taubaté, no Vale do Paraíba, na noite de quarta-feira, após desistirem de um roubo que realizariam em uma loja dentro do shopping da cidade. A quadrilha pode estar envolvida no assalto que ocorreu no dia 26 de setembro em uma loja do Ponto Frio, em Suzano, de onde mais de 280 celulares foram levados.

"Vamos investigar também o caso que ocorreu em Suzano. Analisar o modus operandi e cruzar todos os dados. A suspeita é que eles possam ter sido também os autores desse crime", disse o delegado Alexandre Batalha, responsável pelas investigações.

Com os criminosos foram encontrados mochilas vazias, fitas de lacre conhecidas como "enforca-gatos", além de estarem usando um carro avaliado em R$ 80 mil, que estava no nome do irmão de um dos presos. Dois dos homens já tinham passagem por furto, receptação, estelionato e formação de quadrilha.

Por enquanto, a polícia já confirmou a participação da quadrilha em roubos nos shoppings de Mogi das Cruzes, Limeira, Aricanduva e Taboão da Serra. A investigação vai apurar ainda a participação do grupo em assaltos nos shoppings Tucuruvi, de Bauru e de São Bernardo do Campo.

Batalha informou que outros quatro integrantes da quadrilha já estão presos desde junho. Apesar das prisões, a polícia acredita que pelo menos oito pessoas ainda estejam foragidas. Apura-se também quem seria o receptador dos aparelhos roubados.

Depois de Taubaté, a quadrilha pretendia roubar, nos próximos dias, shoppings nas cidades de Guarulhos, Itu e no bairro do Tatuapé na Capital paulista. Caso esses assaltos tivessem sucesso, o lucro da quadrilha poderia chegar a R$ 2 milhões.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias