Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 26 de novembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/11/2020
DR JÚLIO CÉSAR - JURÍDICO CDP
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC NOVEMBRO AZUL
PMMC MULTI 2020 NOV

Polícia faz 3.570 prisões nas cidades da região

29 MAI 2016 - 08h00

A polícia realizou 3.570 prisões no Alto Tietê durante o primeiro quadrimestre deste ano. Foram 64 detenções a mais que no mesmo período do último ano, quando 3.506 encarceramentos foram registrados, o que representa um aumento de 2%. Os números são da Secretaria de Estado da Segurança Pública e é referente aos meses de janeiro a abril.

O levantamento mostra uma média 892 prisões realizadas por mês e 30 detenções por dia. É praticamente uma prisão realizada por hora. Dos encarceramentos, 38% são de criminosos presos por flagrante e 15% deles meliantes que recebem mandato de prisão.

O município com maior número de detenções realizadas é Mogi das Cruzes. Durante os primeiros quatro meses foram 1.232. As prisões tiveram um aumento de 26% se comparado com o registrado no município no mesmo período de 2015, com 976 detenções. Os números apontam que o município tem, em média, 10 prisões por dia e 308 prisões por mês.

A cidade de Itaquaquecetuba registrou 646 prisões neste primeiro quadrimestre. O índice é 12% menor que do ano passado, quando 725 criminosos receberam ordem de prisão. Apesar nisso, são 161 detenções por mês e cinco por dia. Suzano também teve queda nos encarceramentos realizados de 2015 para 2016. No último ano, tinham sido 616 prisões e hoje são 593, uma queda de 4%. No município são 148 detenções no mês e uma média de cinco por dia.

SUPERLOTAÇÃO EM CDPS

As prisões tem reflexo na população carcerária das unidades do Centro de Detenção Provisória (CDP) em Suzano e em Mogi das Cruzes, que tem tido crescimento constante de aproximadamente 30% de presos nos últimos 5 anos. Ambas as unidades têm capacidade para 844 detentos. Em Suzano, atualmente, são 2.185 detentos ocupando estas vagas, ou seja, 1.367 a mais, 158% acima. São cerca de três detentos ocupando o espaço em que só deveria haver uma pessoa.

O CDP de Mogi das Cruzes também registra superlotação possuindo 2.305 detentos. O número representa 173% a mais que o previsto para o local. A superlotação é devido a demora para os julgamentos dos detentos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias