Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 11 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 10/12/2019
COLEGIO CETES 15/10 A 15/01/20
Em Itaquá

Polícia Militar prende quatro homens em ações contra o narcotráfico

Ofensivas contra o crime organizado aconteceram na madrugada desta quarta-feira e tarde de terça-feira

Por Marcus Pontes - de Itaquá04 DEZ 2019 - 15h01
Drogas, dinheiro e anotações foram apreendidas no Jardim MônicaFoto: Polícia Militar/Divulgação
Quatro homens foram presos pela Polícia Militar em duas ofensivas contra o narcotráfico de Itaquaquecetuba. As ações aconteceram entre a tarde de terça-feira, 3, e a madrugada desta quarta-feira, 4, nos bairros Jardim Mônica e Chácara Dona Escolástica. 
 
A primeira ação foi na Rua Antônio Cordeiro Rosa. A princípio, policiais receberam informação de que uma moto, que poderia ser de origem criminosa, como roubo ou furto, havia sido colocada num imóvel da via. No local, foi feito uma varredura e a motocicleta encontrada. Um indivíduo foi encontrado nos fundos do terreno. Na ocasião, ele arremessou uma sacola plástica em um matagal.
 
Os PMs verificaram o conteúdo da sacola e encontraram grande quantidade de drogas. As buscas foram voltadas à residência. Na oportunidade, mais dois homens foram encontrados. Segundo a polícia, o imóvel era utilizado para armazenar entorpecentes. No total, foi encontrado uma sacola contendo 476 porções de cocaína e 399 de maconha, o que totalizou 1,373 quilo de drogas. O trio foi preso em flagrante. 
 
Já a segunda ofensiva contra o crime organizado foi no cruzamento das ruas Havana e Honduras, no Jardim Mônica. O alvo da ação foi um homem. Ele carregava uma pequena bolsa, a qual continha 127 porções de cocaína, 113 de maconha, 32 de crack, R$ 540, além de anotações contendo a movimentação da venda. 
 
Aos policiais, o preso disse que vendia drogas há cerca de dois meses. Disse ainda que, para a função, ele recebia R$ 300 por dia. Ainda de acordo com a PM, o suspeito alegou que o valor pago pelo crime organizado seria referente ao período de 12 horas. 
 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias