Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 12 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 11/12/2019
COLEGIO CETES 15/10 A 15/01/20
'Olho Vivo e Faro Fino'

Sete são detidos por envolvimento em crimes de furto e receptação em Poá e Suzano

Durante operação, investigadores ainda barraram prosseguimento de feirão clandestino de carros

Por Marcus Pontes - da Região17 ABR 2019 - 10h04
Polícia Civil prendeu suspeito, apreendeu objetos furtados e encerrou feirão clandestinoFoto: Polícia Civil/Divulgação
Sete homens foram detidos nessa terça-feira, 16, em duas operações da Polícia Civil, em Poá e Suzano. Destes, quatro foram presos em flagrante por crimes de furto e receptação. Segundo a investigação, novas buscas ainda deverão ser realizadas, já que o caso não foi encerrado.
 
As prisões são referentes as operações 'Olho Vivo e Faro Fino', em alusão a um desenho animado, o qual um gato e um rato atuam como detetives e investigavam crimes patrimôniais e 'Radioelektronika'. 
 
Investigação
 
Segundo a polícia, os alvos da 'Olho Vivo e Faro Fino'  foram identificados após ocorrências de furto a torres de transmissão de dados de telefonia na região, principalmente no município poaense. Cinco foram detidos por suspeita e/ou envolvimento direto. Desses, dois foram presos em flagrante ao serem flagrados negociando baterias em Suzano. Na ocasião, foi recuperado um televisor e sete baterias estacionárias.  
 
Os policiais continuaram as buscas e novas prisões foram realizadas. O responsável por um feirão clandestino de veículos, que ocorria na região central de Poá, foi preso em flagrante por furto de energia. Houve também a captura de um foragido da Justiça. 
 
Dos sete detidos, três serão investigados e quatro responderam em flagrante por furto e/ou receptação.
 
Participaram da operação: os investigadores Romu Ferrari, Adriano Sá, Junior Ferrari, Vamberto Rodrigues, Cícero Darismar, Thomaz Takeda, Ednaldo Lima, Alexandre Barbosa e Amauri Silva. Os trabalhos cartorários foram realizados pelos escrivães Hugo Nali e José Santos, presididos pelas Autoridades Policiais Dr. Carlos Chrispim e Dr. Eliardo Jordão.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias